24 de ago de 2012

Prefeito Eduardo Paes, Rede Globo, Olimpíadas e maçonaria

Partido Edir Macedo apoia a reeleição do prefeito Eduardo Paes
Pastor Malafaia vai integrar campanha de Eduardo Paes

 
Irmão vota em Irmão!

Recordo-me que em 2009 durante o segundo turno das eleições presidenciais, o bispo Edir Macedo em reunião com todos os obreiros do Brasil, fez um pedido: “Todos devem votar na Dilma, porque o Serra (oponente da Rousseff) é católico”. Que ironia do destino, num belo dia de sol, pela manhã, Dilma estava com o ministro Crivella, à tarde estava na denominação do Manuel Ferreira e à noite num centro de macumba aqui no Rio de Janeiro. E ainda carrega um satanista debaixo dos braços como vice-presidente.

 

dilma e manuel ferreira - Priscila e Maxwell Palheta

 

Hoje em dia, púlpito de igreja virou palanque. A igreja tem se vendido aos políticos. Todo mundo já sabe disso. Ano após ano, eleição após eleição, pastores viram políticos, púlpitos viram palanques e os membros viram curral eleitoral.

Sim, pois a ideia que me transmite esses eventos políticos dentro de igrejas é de que os pastores políticos estão mostrando seus currais, cheio de ovelhas votantes.

Eu sempre quis saber: como é que alguém pode exercer um mandato (deputado, por exemplo) e liderar uma igreja com milhares de pessoas).

A mentira aqui é que o pastor político sabe usar essa frase-quase-versículo quando o irmão envolvido é ele. Se for outra pessoa, esqueça a "união dos crentes", o que vale é quanto ele vai ganhar em apoiar alguém, não importa se esse alguém é evangélico, católico, umbandista ou ateu.

dilma edir macedo - Priscila e Maxwell Palheta

Odeio o amor da Igreja pela política. Odeio que os pastores se vendam aos políticos. Odeio ver Igreja virar palanque.

Não me importa em quem você vota. Não me importa se você, crente, quer votar em um ateu. Não estou nem aí.

Mas, me revolta a mentira, a hipocrisia de certos pastores-políticos. Conheço um certo deputado evangélico. Não sei se ele usa a frase, mas sei que muitos que o seguem usam o "Irmão vota em irmão". Pois bem, pra votar nele "Irmão vota em irmão", mas para votar em Presidente, "Irmão não vota em irmão", pois ele apoia um outro candidato.

Tenho que sair agora. Não sei se você entendeu o que eu quis dizer. Espero que sim. Por César Aquino.

À leitura.

 

eduardo paes - Priscila e Maxwell Palheta

 

Atrás deste sorriso quase caricatural, expõem-se a intimidade em fazer da ‘coisa’ pública seu parque de diversões. A face, as mãos e a expressão de amabilidade e simpatia pertencem ao prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. Sim, as mãos. São estas que deflagram os cofres públicos, onde seu corpo se farta, deleita e saboreia às custas do suor alheio.

 

eduardo paes encerramento Londres olimpíadas - Priscila e Maxwell Palheta

 

Jovem, influente, perspicaz, vibrante – como podemos vê-lo em Londres, no encerramento dos Jogos Olímpicos –, mas sempre se mostrando arrogante, desdenhando, ironizando e desprezando a população como se fosse o dono da verdade. Posto no poder não pela escolha dos eleitores, mas pela decisão da maçonaria para concretizar seus objetivos e desejos.

Os senhores leitores estão por descer aos porões dos três primeiros anos de mandato do prefeito do Rio de Janeiro. Quarenta e cinco meses de lamúrias (por parte do povo), mentiras e farsas (por parte deste homem) onde a jogatina, os interesses pessoais e de grupos privados tornaram a população refém.

Com o poder da persuasão nas palavras, nunca foi tão fácil convencer a massa carioca que tudo que havia sido planejado era realmente necessário e que existia lisura em seus processos.

Grandes empresas de telecomunicações, como a Rede Globo e do ramo da construção civil, como a Delta, receberam valores discutíveis e é bem verdade que fora verba pública.

No apagar das luzes ou na calada da noite é impressionante ver como o dinheiro público é tratado pelos líderes políticos. Cifras descomunais, montões e montões de dinheiro abastecem as contas bancárias pessoais de empresários maçons.

As linhas abaixo irão lhes mostrar de maneira didática e simples, o que deixará perplexo a todos os leitores (em especial os cariocas) que pagam seus impostos e vivem com dificuldades, sem ter idéia de como tanto dinheiro pode transitar, sem que ninguém os veja, financiando campanhas eleitorais e engordando as fortunas de políticos e empresários e de seus amigos e parentes.

Que fique ciente que eu, Maxwell Palheta, não possuo vínculo com qualquer filiação partidária. A finalidade deste documento é de trazer à luz como a maçonaria se beneficia do dinheiro público e como funciona o tráfico de influência por ela comandada.

“Hoje – diz – 70% do dinheiro lavado no país vem da corrupção e não mais do tráfico internacional de entorpecentes e do contrabando de armas e munição, como ocorria antigamente.” Site Consultor Jurídico.

Não sou jornalista, mas certo estou que as informações aqui aludidas farão o amigo refletir por um bom tempo.

 

Começou assim…
Recebido e recrutado pela maçonaria

 

prefeito eduardo paes maçom 1 - Priscila e Maxwell Palheta

 

Há quatro anos atrás, no dia 25 de setembro de 2008, para ser mais preciso. O Prefeito Eduardo Paes, então deputado e candidato à prefeitura do Rio do Janeiro, fora recepcionado no Templo Nobre do Palácio Maçônico do Lavradio, solenidade que contou com a presença do Grão-Mestre do Grande Oriente do Brasil no Rio de Janeiro, Eduardo Gomes de Souza, presidida pelo Grão-Mestre Adjunto, Edimo Muniz Pinho e dirigida pelo Ilustre Conselho Estadual da Ordem.

 

prefeito eduardo paes maçom 2 - Priscila e Maxwell Palheta

 

O evento também contou com a participação do maçom deputado estadual e Coordenador Político Parlamentar do Grão-Mestrado Estadual André Corrêa. Na oportunidade foi entregue ao Sr. Eduardo Paes, o PLANO DE AÇÃO PARTICIPATIVA, documento que representa os anseios dos Maçons da Região Metropolitana para com os candidatos à Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro.

 

prefeito eduardo paes maçom 3 - Priscila e Maxwell Palheta

 

Na oportunidade o prefeito Eduardo Paes falou de seus planos para se associar a sociedade civil organizada (maçonaria) e agradeceu pelo documento que lhe foi entregue, reconhecendo o valor do trabalho social desenvolvido pela Maçonaria ao longo de sua história.

 

prefeito eduardo paes maçom 4 - Priscila e Maxwell Palheta

 

O Grão-Mestre do GOB-RJ, Eduardo Gomes de Souza, agradeceu a presença do então candidato, Eduardo Paes, colocando à sua disposição os projetos sociais já desenvolvidos pela Maçonaria.

 

Prefeito Eduardo Paes e suas ‘mentirinhas’ para ficar bem na fita

O flagrante da Auditoria da Controladoria Geral do Município, que constatou que de ‘mentirinha’ órgãos da Prefeitura do Rio maquiam resultados para atingir metas, deixa um clima de decepção na cidade. Detectado, o problema felizmente pode ser corrigido. É confuso para o morador, por exemplo, ser informado que foi reduzido o tempo para percorrer determinada via, se ele passa no trecho frequentemente e não chegar ao destino no horário certo. Ele vê obras e engarrafamento no caminho, mas é levado a acreditar que gasta menos tempo no percurso. A meta é atingida simbolicamente.

Apesar da constatação da auditoria, não haverá punição para os órgão responsáveis (?), em um primeiro momento. Mas poderá haver mudanças nas regras estabelecidas para 2012. Ainda não ficou definido se haverá mesmo as alterações nas normas para o próximo ano. Mas a realização da auditoria já serve de puxão de orelha nas secretarias, que devem ficar mais atentas ao cumprimento das tarefas.

A classificação como ‘mentirinhas’ pode soar como uma minimização do problema. Mas a realização da auditoria já demonstra que há empenho em fazer as coisas funcionarem bem. O ideal seria que houvesse maior fiscalização dos trabalhos ou mais rigor no acompanhamento das ações. Constatar os problemas foi um ganho nesta fase de aperfeiçoamento. O caminho é esse e quem ganha é, principalmente, o cliente, que, neste caso é o cidadão. Ano que vem as meta vão ser maiores e para cada uma é necessário que se cumpra a promessa de aumentar o grau de exigência e fiscalização.

 

Eduardo Paes: O príncipe das Milícas

 

 

Você não sabe o que significa “polícia mineira”? Clique aqui.

 

Eduardo Paes e suas ‘mentirinhas’ para ficar bem na fita parte 2.

1a. O aumento das passagens de ônibus

Comemorando a entrada de mais um ano novo, aos últimos dias de 2011, o prefeito do Rio Eduardo Paes (PMDB) consenti o reajuste das tarifas de ônibus intermunicipais. Antes cobrado R$ 2,50, a passagem passa a ser R$ 2,75, ‘leve’ aumento de 10% – bem acima da inflação de 6,5%! Este, sem prévio aviso, revoltou os cidadãos cariocas já no 1o. dia de 2012. Segundo um jornal do RJ, referindo-se ao contrato da prefeitura com os consórcios, não existe data específica para o reajuste e nem que seja toda virada de ano, podendo assim, ocorrer em qualquer mês e dia do ano. Logo, como havia nada estipulado ou pré-determinado em cláusulas, o Prefeito Dudu mentiu aos seus eleitores. Em três anos de mandato esse foi o maior reajuste!

 

2a. Sanciona nova taxa de iluminação pública
Paes não cumpre a promessa de não aumentar impostos ao confirmar que vai sancionar nova taxa de iluminação pública no Rio

O senhor excelentíssimo prefeito, sanciona projeto de lei no dia 10/12/2009, aprovado pela Câmara e cria para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cosip). Eduardo Paes, assim, descumpre uma promessa feito no seu primeiro dia de governo, que não aumentaria impostos, e sim a base de contribuição.

 

3a. Verbas de prevenção de enchentes foi desviado

Dos quase R$500 milhões disponíveis no orçamento de 2011, para a prevenção de enchentes, o prefeito ‘investiu’ pouco mais de R$170 milhões, ou seja, gastou apenas 37% do total. Onde foi parar o restante do dinheiro público? Lhes digo: desviado para transações de seus interesses políticos. Exemplos? Uma certa quantia fora destinada à Roberto Medina. Não conhece? É um publicitário e marketeiro, idealizador do Rock In Rio. Outro pedacinho do dindin – cerca de R$27 milhões, foi para a Fundação Roberto Marinho, que está construíndo o Museu do Amanhã. Generoso como sempre, Dudo Paes gastou com o publicitário, Bernardo Montenegro (filho do presidente do IBOPE, Carlos Augusto Montenegro) R$34,2 milhões em apenas dois anos (2010 e 2011). E por aí vai. Com a corrida à prefeitura do RJ, quanto o prefeito não gastará para sua reeleição?

Clicando no link abaixo vocês verão, um a um, todos os pagamentos feitos pelo prefeito Eduardo Paes à agência Binder, em 2010 e 2011.

Clique aqui para abrir a listagem completa.

4a. Para a festa da FIFA o prefeito doou R$ 30 milhões. Rede Globo recebeu parte do dinheiro.

O evento foi realizado aqui no Rio de Janeiro, mas precisamente na belíssima Marina da Glória no dia 30 de Julho de 2011. Para organizar o sorteio de qualificação da Copa do Mundo de 2014 (que será realizado aqui no Brasil), o prefeitinho playboy da Barra da Tijuca, doou R$30 milhões e parte deste dinheiro foi para a velha senhora Rede Globo. A festança foi organizada pela Geo Eventos, criada pela (é claro!) Rede Globo e pelo Grupo RBS. A brincadeira custou 15 vezes mais que o mesmo evento da Copa do Mundo de 2010 (estimado em R$2 milhões). E tudo isso com dinheiro público. Assim sendo, com esta verba poderia ser construída umas 600 casas, umas 3 escolas, uns 10 postos de saúde ou quem sabe 8 UPAs. Todo este dinheiro poderia ter sido investido na educação, moradia e saúde, mas foram usados na bandalheira.

Duvida? Clique aqui.

 

5a.Eduardo Paes aumenta burocracia para arrecadar mais

Em plena era da internet e das soluções em tempo real, a administração Eduardo Paes aumentou a burocracia na Prefeitura do Rio para arrecadar mais. A informação foi dada pelos próprios servidores, ligados à Secretaria de Ordem Pública.

O motorista que possui um carro rebocado é obrigado pela Prefeitura do Rio a pagar diárias que vão de R$ 20,22 (motocicletas) a R$ 199,98 (ônibus, caminhões e similares) pelo tempo em que o carro não é retirado do depósito. Ou seja, quando maior o tempo dos veículos no pátio, mais dinheiro entra para os cofres da prefeitura.

Ainda de acordo com informações de servidores, a gestão Eduardo Paes trocou o tipo de boleto para o pagamento, eliminando o código de barras que possibilitava o pagamento em casa lotéricas. Agora, usa-se um boleto comum, desses que se compra em papelaria, que só pode ser pago na boca do caixa e em horário de funcionamento dos bancos (que é reduzido). Com isso, os carros passam mais tempo nos pátios pagando mais diárias.

Ao mesmo tempo em que tenta promover um choque de ordem na cidade, a Prefeitura não consegue colocar em ordem as informações que passa ao público. Seu site (vejam aqui) diz que o pagamento pode ser feito em Casas Lotéricas, informação negada pelos servidores que disseram que esse site está desatualizado. Além disso, o telefone de informações ao público (21) 3293-1700 não funciona.

Como mostrou reportagem desta sexta-feira da jornalista Carla Rocha, do Globo, esse tipo de cobrança está sendo questionada na Justiça. As decisões proferidas até agora apontam que a Prefeitura pode apenas cobrar multas referentes à infração.

O blog solicitou por e-mail as seguintes informações à assessoria de imprensa da Prefeitura do Rio: Qual a receita das diárias de reboque (incluindo todos os tipos de veículos) no 1º semestre de 2009? Qual a mesma receita em anos anteriores? Quantos veículos foram rebocados de janeiro a julho deste ano? Quantos pagaram diária por pernoitar no estacionamento da Prefeitura? Por que o boleto para a retirada do veículo não permite o pagamento com código de barras, como era na gestão Cesar Maia? Quando isso foi alterado? O site da Prefeitura diz que pode ser pago em casas lotéricas, mas a informação passada na Rua das Andradas, 92, é que não pode. Como explicar isso? O telefone de informações ao público (21) 3293-1700 não funciona desde pelo menos quarta-feira. Por qual motivo?

Vamos ver em quanto eles retornarão e quais explicações têm a dar. Por: Miriam Leitão

 
6a. Eduardo Paes abastece as contas do deputado André Lazaroni

 

lazaroni100milhoes - Priscila e Maxwell Palheta

 lazaroni100milhoes2 - Priscila e Maxwell Palheta

 

Pergunto: Não são todos da maçonaria estes donos de concessionárias? Lógico.

 

7a. Prefeito Eduardo Paes banca festinha de advogados com 1,5 Milhões do cofres públicos

A Riotur continua generosa com eventos não relacionados à promoção  do turismo. A vereadora Andrea Gouvêa Vieira (PSDB) descobriu que a empresa deu R$ 1,5 milhão para as comemorações de aniversário dos 80 anos da OAB realizadas no Estado, entre elas, um show de Gilberto Gil.

O site da OAB-RJ ressalta que “nenhum centavo” das anuidades dos advogados foi gasto nas festas. A Petrobras também patrocinou os eventos, apoiados pelo governo do Estado e pela empresa Qualicorp.

Duvida? Clique aqui.

 

8a. Paes tenta esconder apoio de Eduardo Cunha e Domingos Brazão

eduardo paes amigos secretos - Priscila e Maxwell Palheta

reprodução - jornal OGLOBO

O prefeito Eduardo Paes é um tremendo cara de pau. Escondeu de todo mundo a agenda com os deputados Domingos Brazão e Eduardo Cunha. Depois mandou dizer que o evento não constava da sua agenda porque foi apenas convidado. Conta outra que essa foi boa. Por que será que não queria que ninguém soubesse que é amiguinho de Eduardo Cunha? Tem vergonha do amigo?

 

9a. Cesar Maia denuncia o prefeito carioca Eduardo Paes por corrupção. É o roto falando mal do esfarrapado. Vejam a que ponto chegamos.

Sob o título “Rio: pedágio da Linha Amarela cresce 9,3%! Por quê? Como?”, o ex-prefeito Cesar Maia, criador da Linha Amarela, que melhorou o trânsito entre o centro da cidade e a zona oeste, denuncia o atual prefeito, Eduardo Paes, que entrou na política apadrinhado justamente por ele e teve a audácia de prorrogar a concessão da importante via por mais 15 anos, sem nenhuma justificativa. Diz Maia:

1. Faça as contas. 15 anos x 365 dias x 4,70 reais x 220 mil carros por dia. Use sua maquininha. O resultado é: R$ 5.661.150.000,00

2. (OGlobo) O secretário-chefe da Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho, explicou na sexta-feira que o reajuste da Linha Amarela acima da inflação foi acertado há quase dois anos com a Lamsa, quando o contrato de concessão foi revisto. Em abril de 2010, o prefeito Eduardo Paes prorrogou a concessão da via expressa, que iria expirar em 2022, por mais 15 anos (até 2037). Na época, a prefeitura anunciou que a medida teria como contrapartida investimentos de R$ 241,5 milhões em obras de infraestrutura para melhorar a operação na via. Essas intervenções ainda estão em andamento. O município só não revelou que a parceria também previa revisões na política tarifária.

3. Ao mesmo tempo o tal bilhete único carioca que era para favorecer os usuários de renda menor, teve a tarifa reajustada em 10%. Arghhh! Faça as contas com o número de usuários que a prefeitura informa para este bilhete.

4. (OGlobo) Tribunal de Contas do Município nega ter sido informado sobre reajuste de pedágio da Linha Amarela. O presidente do órgão afirma que não sabia que prefeitura aumentaria tarifa acima da inflação. “Nós não fomos comunicados. Por sinal, há mais de um ano temos um processo em tramitação no qual pedimos esclarecimentos sobre os valores da tarifa. Até o momento, não recebemos resposta” — disse o conselheiro Thiers Montebello, presidente do TCM.

 

Gastos de sua campanha em 2012

É um absurdo o valor que o prefeito Eduardo Paes pretende gastar na sua reeleição. R$25 milhões, R$2 milhões a mais do que pretende gastar seus oponentes. Tanto dinheiro investido na campanha é sinal de que, lá na frente, ele terá que ceder àqueles que o apoiaram financeiramente. Esse filme já vimos e não gostamos. Geralmente, são empreiteiras que logo recebem o seu troco com obras emergenciais sem licitação. Numa cidade carente de recursos nas áreas da saúde, educação. Paes deveria ter vergonha e procurar fazer uma campanha mais modesta, ainda mais que, segundo consta na sua declaração de bens enviada ao TRE, ele ficou mais pobre depois que entrou para a prefeitura. Seria tanto amor pela cidade que faz com que Eduardo Paes tente a reeleição?

Toda noite viro-me na cama, sem parar, matutando, sem conseguir dormir tentando encontrar uma resposta lógica para a uma pergunta simples: cinco candidatos a prefeito do Rio de Janeiro vão gastar em propaganda de suas candidaturas dinheiros exorbitantes, comparado com seus honorários profissionais de cargo de prefeito. Exemplo: o candidato principal vai gastar R$25 milhões e seus rivais, uma média de R$6 milhões, cada, na procura do poder que lhes pagará oficialmente até apenas R$1 milhão pelo seu trabalho durante quatro anos. Como o poder do cargo de prefeito compensa essa loucura matemática de gastar 25 vezes o que se vai oficialmente ganhar? Por isso não consigo dormir.

Pegando os R$25 milhões e dividindo pelo número de meses que supostamente Eduardo Paes vai ficar no governo, das duas uma: ou ele é muito patriota e o povo é burro, ou ele é muito esperto e acha que somos burros.

Alguém duvida que ele vá ganhar?

 

Video Ordem de Choque

Um protesto perfeito e de primeira qualidade dos cidadãos cariocas alheios com o sofrimento visto no dia a dia aqui no Rio de Janeiro. A consientização é a única e melhor forma de mudar esta nação corrompida por canalhas e bandidos assentados no poder. Este vídeo retrata a realidade do Rio atual, sob controle do Eduardo Paes.

 

Olimpíadas e Copa do Mundo: Tudo nessa vida tem um preço

Cá entre nós. Vocês acreditam que os Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro e a Copa do Mundo de 2014 no Brasil, vieram de graça e de ‘mãos beijadas’ por meio de um singelo sorteio? A coisa funciona da seguinte forma: O que você tem a me oferecer em troca disso? Ou melhor: Você quer? As exigências são essas. Basta cumpri-las.

Vamos deixar claro uma coisinha. Todos os integrantes do COI e da FIFA são membros da maçonaria e fazem parte do Grupo Bilderberg ou Clube de Roma (este último, contando com a presença do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso).

Tanto o ex-presidente Lula como a atual Presidente, o Governador Sérgio Cabral e o Prefeito Eduardo Paes, cederam às condições impostas. Vejamos:

Educação: Basta ver o lugar que ocupamos nas avaliações internacionais, atrás de países nos quais eu nem cogitaria, tratando-se de educação. Estamos abaixo da esmagadora (literalmente) maioria. Não seria preciso a opinião de bons institutos internacionais ou nacionais, está debaixo do nosso nariz, e cheira muito mal: nossa educação está abaixo de qualquer crítica. E pode piorar, pois temos um ensino cada vez mais relaxado, uma autoridade mais inexistente; agora se pensa em não reprovar mais ninguém nos primeiros anos, isto é, vamos lhes mentir que estão aprendendo, como disse uma autoridade em ensino.

Escolas caindo aos pedaços, professores pessimamente pagos, e mal preparados (cadê tempo para ler, estudar, progredir, se todos precisam de algum bico para defender o pão de cada dia?). Sem bibliotecas (ou com elas abandonadas) nem computadores - alguns foram doados, mas não há quem os instale ou os saiba manejar. E o povo não sabe que o melhor modo de subir na escala social é pela educação, que é informação, e formação, é força, é poder. Vai ajudar a tomar decisões mais acertadas, fazer melhores escolhas, conseguir emprego ou subir de cargo, ser mais gente, cuidar melhor de si e dos filhos, alimentar-se melhor, viver melhor. Gostar mais de si mesmo, valorizar-se e ser valorizado. E assim construir um país mais humano, mais digno, mais justo.

Não vejo muitos governos, líderes de verdade querendo um povo educado, isto é, informado. Pois quem se informa, quem sabe das coisas, questiona a situação da sua comunidade, seu estado, seu país. Questiona sua própria condição. Não vai mais querer morar em cima de velhos lixões mal disfarçados, ver seus filhos comendo restos, brincando com água de esgoto, morrendo por falta de cuidados essenciais.

Quem se educa, isto é, pode ler e entender melhor as coisas, não vai mais agüentar calado - distraído com alguns dinheirinhos a mais, estimulado até a comprar o que não poderia, pois não vai conseguir pagar a próxima prestação - que seus velhos não tenham assistência, que a aposentadoria, quando existe, seja de fome, que as crianças morram em corredores de hospital, ou precisem ser levadas horas a fio até o posto de saúde mais próximo - que pode estar fechado por falta de médico ou até de remédios. Nós não somos assim. Não aceitamos morrer de sujeira, doença, fome, falta de assistência, de informação, de dignidade. Quem se informa e sabe das coisas não vai mais achar que a corrupção nos altos escalões é assim mesmo, a política é assim, não tem jeito, "a casa já caiu, temos de nos conformar", como disse um resignado homem numa entrevista.

Um povo educado é como um filho positivamente rebelde que não aceita injustiças, gritos, brutalidade ou humilhações em casa. Um povo educado reclama. Um povo educado elege diferente. Um povo informado - que teve escola, lê jornal, conhece livros, assina sabendo o que está naquele papel, interpreta o que vê na televisão ou escuta no rádio - ambiciona para seus filhos algo mais do que viver na rua e morrer na esquina. A educação nos faz enxergar com outros olhos o que acontece no país e no exterior - sim, pois a gente sabe o que se passa em outros lugares - e sair da resignação mortal para o desejo ativo de que as coisas melhorem. E começa a colaborar para que elas mudem. E vai reclamar de quem mentiu, prometeu e não cumpriu, foi corrupto, ficou impune, pensou em mais poder, e não na sua gente. Assim, devagar, usando de firmeza e inteligência, sem violência, sem agressão, quem se educou vai começar a mudar seu país. E por isso não me importo de repetir, repetir e repetir: a gente pode ser mais feliz. A gente pode ser mais gente. A gente precisa, com urgência, de verdade, que a educação seja prioridade de todos para todos, nesta nossa terra.

Por: Lya Luft

Escola com Criança Esperança e Afroreggae é a pior do Rio no Ideb
Pior escola no Rio de Janeiro não tem água nos banheiros
Brasil melhora média, mas fica entre piores em ranking de ensino da OCDE
Leitura: Brasil tem um dos piores índices do mundo

Ler não é um hábito comum para a maioria dos brasileiros. Um levantamento da Unesco, com 52 países, mostra que o Brasil tem um dos piores índices de leitura e compreensão de texto, está na 47a. posição neste ranking.

 

Economia:

Brasil é um dos países mais desiguais da América Latina

Transporte:

Sergio Cabral e Eduardo Paes: Aumento das barcas - e não é de tamanho

Turismo:

Rio de Janeiro é eleito destino gay mais sexy do mundo
Turismo gay – RioTur 

É revoltante o vídeo produzido pela RIOTUR a pedido do prefeito Eduardo Paes, a pretexto de atrair turistas gays para o Rio de Janeiro, mas que explicitamente promove é o chamado turismo sexual, que deveria ser combatido de todos os jeitos. Já estou acostumado e sei que alguns leitores vão preferir achar que sou preconceituoso. Mas não é nada disso. Eu não sou é hipócrita.

Clique no link e acesse o video

Mais acima, outros exemplos que podem ser encontrados no sub-título: Eduardo Paes e suas ‘mentirinhas’ para ficar bem na fita parte 2.

 

Finalizando: O voto pode mudar?

Incansavelmente venho postando sobre: as propagandas políticas, as eleições, a qualidade dos políticos e sobre a capacidade objetiva do nosso voto em alterar a realidade política. Repito, isso é uma ilusão que nos enfiam goela abaixo, e isso tudo, com a nossa complacência, com a nossa conveniência e com a nossa indolência.

Agora é claro, que existem aqueles que acreditam objetivamente que o processo político da forma como está colocado nesse momento, irá mudar a realidade. Então lhes digo: Verifiquem o quanto mudou nas últimas eleições nas quais você foi lá com seu voto ou como mesário.

Aliás, por falar em mesário, coitados destes, explorados pelo Estado brasileiro, pois, num dia de descanso e de repouso, são obrigados a trabalhar como se isso fosse um dever cívico, como se isso fosse parte de um processo que permitisse qualificar o país. Tudo conversa fiada!

Devemos compreender e entender de uma vez por todas, que os grupos são os mesmo, as figuras são as mesmas, basta você olhar para os ‘dinossauros’ que dominam o Congresso brasileiro. Eles estão naquele lugar e naquela situação há cinco, seis, sete mandatos. Em seus municípios, estão envolvidos com o prefeito, com grupo do prefeito. Todos estão entrelaçados com aquele Governador, que sai que volta que vira um Senador, que vira um Deputado, que vira um comandante do partido, um dono da máquina. São seus filhos que entram e os sucedem nos cargos públicos. Vemos exemplos de Estados que tem até neto, onde o avô e o pai formaram verdadeiras quadrilhas junto à máquina pública. Esse nepotismo que deseja com avidez destruir nossas vidas. E isso tudo é controlado por eles, juntamente com a maçonaria soando nos seus ouvidos.

A ingenuidade faz com que as pessoas creiam que filiação partidária luta para ajudar o povo e o bem desta nação. Isso jamais aconteceu. E pelo jeito nunca será. As filiações buscam cargos para desviar verbas. O ‘dindin’ é para encher seus bolsos. É simples assim.

Candidato não usa seu dinheiro para se eleger. Candidato usa o dos outros. Depois fica devendo favores que serão pagos durante o mandato. Se colocar um protegido num determinado cargo fica mais fácil ainda, é meio caminho andado. Perguntem ao experiente César Mais se não é...

Quero deixar esclarecido que tudo que o ex-prefeito fez, tudo mesmo, foi legal. Entenderam? Fui convincente?

Aliás, além de ter virado “comida de bicho”, essa é a ILUSÃO DA DEMOCRACIA. Uma democracia que nunca existiu, uma democracia ilusória, uma democracia que beneficia apenas os ricos e poderosos deste país. O que era episódico se tornou um sistema, o que era um desvio de conduta individual se tornou prática aceita para garantir a governabilidade.

O povo precisa ter a ilusão de que existe justiça, cidadania – democracia, enfim – para que não se dê conta de que está sendo “ESTUPRADO” na senzala!

Não obstante, muitos acreditam que com o voto irão mudar esta situação. Esse ano a novela se repete.

Boa sorte à todos, forte abraço e que Deus nos abençõe.

Isso aí é um negocinho que eu ouvi falar…



Marcadores

1984 (2) A Fazenda (1) Abner Ferreira (2) Aborto (5) Adoração (1) Agenor Duque (1) Albert Pike (10) Aldous Huxley (1) Aleister Crowley (8) Alex Jones (3) Alimentação (5) Amor (61) Anti-Cristo (28) Anton LaVey (11) Aplicativo (1) Apocalipse (52) Apostasia (81) Apóstolo Paulo (4) Apple (1) Aquino (2) Arquitetura (1) Arrebatamento (2) Atalaia (4) Atentado Paris (1) Autoridade (7) Avicci (1) Aylan Kurdi (1) Ayrton Senna (1) Bancada Evangélica (14) Baphomet (7) Barack Obama (12) Batalha Espiritual (16) Bíblia (3) Bíblia Satânica (8) Big Brother (23) Bispo Dozane (3) Bispo Macedo (12) Bispo Robson Rodovalho (2) Blogueiros (34) Brasília (2) Bruxaria (3) Cabala (6) Caim (2) Caio Fábio (1) Carnalidade (72) Carnaval (3) Catolicismo (9) Cenas fortes (1) Cezar Scholze (1) CIA (4) Clube Bilderberg (10) Codex Alimentarius (1) Comunismo (1) Conspiração (51) Controle mental (50) Copa do Mundo (1) Copa do Mundo 2014 (2) Corrupção (83) Crianças (2) Crise na Europa (8) Crítica (12) Cruz (1) Culto ao vivo (5) Cura (3) Daniel Batista (1) Daniel Estulin (6) Daniel Messac (1) Danilo Fernandes (1) Demas (1) Dep. João Campos (1) Depressão (4) Desafio (2) Desenho (2) Deuses (13) Dia dos Namorados (1) Dia dos Pais (1) Dinheiro (38) Dízimo (10) dr. Pedroza (1) Drogas (12) Economia (15) Edir Macedo (30) Eduardo Paes (1) Educação (8) Egito (4) Elite global (35) Emocional (2) Enoque Lima (4) Entretenimento (39) Entrevista (4) Escrever (1) Espiritismo (10) Espírito Santo (4) Estêvão (2) Estudo (106) Estupro (2) Evangelho (2) exposição (1) Fabio Pires (1) Facebook (3) Família (23) Faraó (7) Farsa Aquecimento Global (2) (40) Feliz Ano Novo (2) FIFA (2) Filemom (2) Futebol (1) G.A.D.U (25) Gabriel Medina (1) Gay (2) Genizah (1) George Bush (1) George Orwell (1) Gnosticismo (3) Gospel (17) Gospel Mais (3) Graça (15) HAARP (4) Halloween (1) Hangout (87) Hipnose (2) História (11) Hitler (1) Homossexualismo (40) Hórus (4) HSBC (1) Humanismo (12) Idolatria (25) Igreja (34) Igreja Em Ação (1) Igreja Universal (25) Illuminati (15) Índios (1) Influência (46) Internet (27) Iphone (1) Irmãos (48) Isadora Faber (1) Islã (1) Israel (2) Jaime Santana (29) JAMI (2) Jesus (84) (1) Jogo da Velha (1) Jogos (1) Jornal Estadão (1) Julian Assange (3) Julio Severo (3) Juventude (9) Kuddle (1) Legalismo (2) Louvor (5) Lúcifer (29) Maçonaria (165) MAFIA (3) Magia (11) Magno Malta (4) Manipulação (94) Manoel Ferreira (5) Marcha para Jesus (12) Marco Feliciano (20) Marcos Pereira (4) Marília Camargo César (1) Marisa Lobo (3) Matança (1) Matemática (2) Matrix (4) Maxwell Palheta (178) Mazzini (3) Ménage à trois (1) Mensagem (160) Mensagem Subliminar (12) Microchip (1) Mídia (92) Mike Murdoch (1) Mitologia Grega (2) MK Ultra (7) Moisés (2) MomentCam (1) Monsanto (1) Mortos (7) Moyses Macedo (1) Muçulmanos (5) Múmia (1) Música Secular (9) Músicas (6) NASA (2) Necronomicon (2) Neemias Gomes (1) Nova Era (9) Nova Ordem Mundial (73) O Rappa (1) Ocultismo (50) Olho de Hórus (8) Olimpíadas Londres 2012 (3) Opinião (284) Paganismo (16) Palestra (7) Papa (4) papa francisco (1) Paris (2) Pastor (5) Patricia Piccinini (1) Paul Walker (2) Paul Washer (3) Paulo Curi (2) PC do B (5) Pecado (59) Pedofilia (1) Perdão (21) Pirâmides (4) Pnl (1) Poema (4) Política (161) Pornografia (1) Portugal (2) Praga (1) PRB (1) Pré Pós Tribulação (3) Proclamação da República (1) Programação Monarca (3) PSB (5) PSC (9) PSDB (13) Psicologia (3) PT (17) Rachel Sheherazade (1) Rafinha Bastos (1) Raquel Elana (2) Rebeldia (19) Rede Globo (21) Rede Record (4) Reflexão (145) Rei Davi (1) Religião (71) Rio de Janeiro (43) Rituais (22) rockefeller (1) Rotschild (2) Ruy Castro (1) Sacrifício (16) Salvação (52) Samuel Ferreira (6) Santidade (44) Satanismo (43) Saúde (20) Sebastião Aragão (1) Semíramis (2) Set (3) Sexo (4) Silas Malafaia (52) Simbologias (14) Skinhead (1) Skull and Bones (2) Solidariedade (1) Stalin (1) Tecnologia (34) Televisão (1) Templo de Salomão (3) Teologia da Prosperidade (13) Terra plana (1) Thalles Roberto (1) Thomas Edison (1) Timóteo (1) Transgênicos (1) Trauma (6) Ufo (5) Universo Cristão (162) Usain Bolt (1) Vídeos (316) voyeurismo (3) WikiLeaks (3) Zumbi (2)