18 de mar de 2012

Personalidades Satânicas (Parte 5) - Albert Pike

Albert_Pike - priscila e maxwell palheta

 

Introdução

O propósito deste estudo “Parte 5” é expor não somente esta personalidade que ficou a serviço de demônios enquanto esteve em vida, mas também explicar como a Conspiração foi posta em execução, de 1789 até dias atuais. Revelaremos, também, como se deu início o projeto implementado pelo General Albert Pike, entre 1850 e 1886 e os planos de Satanás para o mundo hoje.

“... E não vos associeis às obras infrutíferas das trevas, antes, porém, condenai-as.”

Efésios 5:11

Quando se compreende a sedução da serpente no princípio dos tempos para com as primeiras criaturas ‘Adão e Eva’ pode-se, facilmente, alcançar como a Conspiração Luciferiana se desenvolveu nesta Terra com o objetivo de escravizar o ser humano. Satanás calculou tudo para fazer Eva cair no pecado e consequentemente levar Adão também a experimentar do fruto do conhecimento. A partir daí o homem passa a ser um ser mortal e viver as conseqüências dos seus atos. Até hoje, pelos rituais são celebradas missas (Missa Adoinicida) com caráter de profanação contra Deus e os seus servos neste sentido “memorável”, como veremos adiante.

Os satanistas afirmam que Deus “priva” o homem e o condena até hoje com relação aos prazeres carnais. Em virtude disso, eles acreditam que opostamente Lúcifer estaria “libertando” seus seguidores para a exposição e satisfação da sexualidade sem limites e isso só ocorreu após ter contato com o fruto da árvore do Éden. Ter enganado Eva levando à desobediência foi o maior e mais antigo plano concretizado e, nos permite entender as vontades do maior inimigo de Deus para a humanidade. Isto explica o dilúvio quotidiano de sexualidade na mídia, os filmes pornográficos, as exibições impúdicas da mulher, a canção sexy, o Rock'n Roll e tudo que a indústria do entretenimento vem impondo às massas.

adao e eva - priscila e maxwell palheta

Voltaire certa vez escreveu que, para levar as massas a uma nova servidão, os Illuminati deveriam mentir-lhes, como o próprio Diabo, não timidamente, ou por certo tempo, mas descarada e permanentemente. Ele expunha aos seus companheiros Iluministas:

"Devemos fazer-lhes promessas levianas, e empregar frases extravagantes... e poderemos fazer, a seguir, o contrário do que prometemos... isto não terá conseqüências".

Os Illuminati, importante grupo ocultista do cenário mundial, usam a riqueza, o poder, e a influência dos seus membros para colocar seus "Agentes" em postos chaves nos bastidores de todos os governos, quer seja no domínio das finanças, da indústria, da educação, ou da religião. Eles adaptam, então, as políticas governamentais, para que elas coincidam com o Plano Luciferiano que visa a promover guerras e revoluções numa escala cada vez maior.

"A manifestação do ímpio será acompanhada, graças ao poder de Satanás, de toda sorte de portentos, sinais e prodígios enganadores. Ele usará de TODAS AS SEDUÇÕES do mal com aqueles que se perdem, por não terem cultivado o amor à verdade que os teria podido salvar. Por isso Deus lhes enviará um poder que os enganará e os induzirá a acreditar no erro. Desse modo, serão julgados e condenados todos os que não deram crédito à verdade, mas consentiram no mal”.

II Tessalonicenses 2:9- 12

Quem foi Albert Pike

Albert Pike nasceu em 29 de dezembro de 1809 e era o filho mais velho de seis irmãos do casal Benjamin e Sarah Andrews Pike. Cresceu em um ambiente cristão freqüentando uma igreja Episcopal. Foi aprovado no exame de admissão Colégio de Harvard quando tinha 15 anos, mas não conseguiu freqüentá-lo por falta de dinheiro. Depois de viajar pelo oeste americano pela região de Santa Fé, estabilizou-se no Arkansas, onde trabalhou como editor de um jornal local. Lá, encontra Mary Ann Hamilton e casa-se em 28 de novembro de 1834. Desta união nasceram 11 filhos.

Pike foi advogado, poeta, um profícuo escritor, general de brigada no Exército dos Estados Confederados da América (1859-1891), um herói confederado na Guerra Civil Americana e tornou-se líder da Maçonaria no país após a guerra. Era um leitor voraz, falava 16 idiomas fluentemente e era interessado especialmente em religiões e sistemas filosóficos das culturas antigas. Conhecia perfeitamente o sistema ocultista judaico, a Cabala, o sistema fundamental da Nova Ordem Mundial (*).

Tinha 41 anos em 1850 quando foi iniciado na Loja Western Star Nº 2 em Little Rock, Arkansas. Muito ativo na Grande Loja do Arkansas, Pike galgou até o 10º grau do Rito de York de 1850 a 1853. Recebeu o grau 29º do Rito Escocês Escondido e Aceite (R.E.A.A) em março de 1853 de Albert Gallatin Mackey em Charleston, S.C.

O R.E.A.A. havia sido introduzido nos Estados Unidos em 1783 e a cidade de Charleston foi o local do primeiro Supremo Conselho deste Rito, até que um outro Conselho, o Supremo Conselho do Norte foi estabelecido na cidade de New York em 1813. A divisão de jurisdição entre o Sul e Norte foi regulamentada 1828 e permanece até hoje. Albert Pike assumiu a liderança da maçonaria nortista, fez sua base no "Templo da Compreensão", na capital Washington, situado treze quarteirões ao norte da Casa Branca e em linha reta ao grande obelisco maçônico chamado Monumento a Washington. Quando Andrew Johnson sucedeu Abraham Lincoln, Pike tinha acesso irrestrito à Casa Branca, pois Johnson era maçom.

A tremenda visão de Albert Pike sobre qual poderia ser o futuro global da maçonaria mais o fato de ter os ouvidos do Presidente dos EUA, colocaram a maçonaria norte-americana na liderança na força propulsora para a Nova Ordem Mundial. Durante o período de tempo que vai do presidente Johnson até Harry S. Truman, muitos presidentes foram maçons, ao mesmo tempo em que progresso real e concreto estava sendo feito para avançar os objetivos globais da Nova Ordem Mundial.

Assim, no período de tempo pivô desde a Guerra Civil até o início da Guerra Fria, em muitos desses anos houve um maçom ocupando o cargo de presidente. Para sermos exatos, no período de tempo de 1865-1953, um período de 88 anos, presidentes que eram maçons ocuparam a Casa Branca por 44 desses anos! Os ocultistas colocam grande fé nos números. Onze é um de seus números mais sagrados, e as multiplicações de 11 também são sagradas. Essa é uma das razões por que os maçons reverenciam o número 33, pois é o número sagrado 11 vezes 3, o número da trindade.

Em 02 de janeiro de 1856, Pike foi eleito Soberano Grande Comendador do Conselho Supremo da Jurisdição Sul dos Estados Unidos. Ligou-se, estreitamente, a um luciferiano chamado Moses Holbrock, que ocupava um cargo maçônico correspondente, em Charleston, na Carolina do Sul. Juntos, elaboraram o ritual de uma versão modernizada da "Missa Negra" luciferiana, baseada na doutrina cabalística. Holbrock morreu, e Pike introduziu a "Missa Adonaicida", que deveria ser celebrada pelos iniciados admitidos no segredo integral, e no último grau do Rito Paládico Novo. Esse ritual preconiza, ao celebrante, iniciar a sacerdotisa que desempenha o papel de Eva nos prazeres do sexo, assim como Satanás os ensinou a ela. Assim, a memória de Eva é perpetuada, e se lembra aos presentes como se utiliza, ainda, o sexo, para obrigar as pessoas que desejam controlar, a se afastarem de Deus. O ritual exige a imolação de uma vítima humana, animal, ou mesmo uma ave. O sacrifício é oferecido a Lúcifer, para comemorar a vitória da Sinagoga sobre Cristo. Faz-se circular e beber, em pequenos goles, o sangue da vítima, e comer pedaços da carne, tudo isso para ridicularizar Cristo que ensinava: "Aquele que come minha carne e bebe meu sangue terá a vida eterna".

ritual satanico - priscila e maxwell palheta

O celebrante profana, a seguir, uma hóstia consagrada por um padre da Igreja Católica Romana. Este ato é realizado para demonstrar aos presentes que Deus – "Adonai" não é todo poderoso. Isto indica, também, a determinação de destruir todas as outras religiões. Aliás, todas as Missas Adonaicidas terminam com uma orgia de comidas, bebidas e sexo. Pike declarou que: "para que um adepto dos altos graus seja perfeitamente senhor de suas paixões, que deixam a nu tantos corações, seria preciso usar mulheres com freqüência, mas sem paixão, a fim de dominar seus desejos, e sujeitar as mulheres". Pike escreveu, igualmente, que "as lojas de irmãos, que não têm uma loja de irmãs anexa, são incompletas". Remetemo-nos à página 578 do livro "A Mulher e a Criança – Maçonaria Universal", de A. C. de La Rive, que trata, precisamente, das lojas de adoção, usadas para introduzir mulheres nos Ritos Paládicos.

Pike elaborou o ritual da missa adonaicida baseado na sedução de Eva por Satanás; na “vitória luciferina” sobre Cristo; e, na sua morte instigada pelos Illuminati. Cristo, veio para nos resgatar e liberar das correntes com as quais Satanás nos havia sujeitado. Pike "ensina" que Satanás tinha obtido o controle de todos aqueles que exerciam funções importantes nos governos, religiões, ciências, e demais atividades humanas.

Pike limitou a iniciação ao Rito Paládico Novo aos homens e mulheres que já tinham se afastado, definitivamente, de Deus, “vendendo” suas almas à Satanás, em troca da realização material e dos prazeres carnais. Mas, a astúcia e a inteligência dos mestres da Sinagoga de Satanás são tais que, mesmo os iniciados nesse rito, não podem ser admitidos no supremo segredo, antes de serem testados a fundo.

Já durante sua vida como general, Pike foi envolvido pela guerra civil americana dedicando-se grande boa parte de sua tragetória a ela. Vivia freqüentemente pedindo o dinheiro para suas despesas básicas, até que o conselho votou uma anuidade de U$ 1.200,00 em 1879 pelo resto de sua vida. Faleceu em 2 de abril de 1891 com 81 anos em Washington, D.C.. Para que o R.E.A.A. pudesse sobreviver, Pike realizou uma importante e necessária revisão deste Rito. Nesta empreitada foi incentivado por Mackey para produzir um ritual padrão para o uso em todos os estados da Jurisdição do Sul. A revisão começou em 1855 e depois de algumas alterações o Conselho Supremo endossou a revisão de Pike em 1861. Mudanças menores foram feitas em dois Graus, mais tarde em 1873, em conseqüência de afirmações que os graus 29° e 30° revelavam segredos do Rito de York.

graus-maconicos - priscila e maxwell palheta

Pike escreveu diversos livros de História, Filosofia e viagens, sendo o mais famoso "Morais e Dogma", assim Pike é muito mais conhecido pela sua maior obra publicada em 1871 e não pela revisão do R.E.A.A.. Também, sua obra "Morais e Dogma" não deve ser confundida com a revisão do R.E.A.A.. São trabalhos separados. Walter Lee Brown escreveu: "Pike pretendia que (Morais e Dogma) fosse um suplemento ao Rito Escocês, onde abrangia grande instrução moral, religiosa e filosófica completando assim, sua revisão do R.E.A.A."

Até 1974 "Morais e Dogma" era tradicionalmente presenteado aos candidatos ao Grau 14 º do R.E.A.A., atualmente é fornecido aos candidatos a obra "Uma Ponte para a Luz" (A Bridge to Light) de Rex R. Hutchens.

"Masonry is not a religion. He who makes of it a religious belief,

falsifies and denaturalizes it."

(A Maçonaria não é uma religião. Aquele que faz dela uma opinião

religiosa falsifica-a e a desnaturaliza).

Albert Pike; "Morals and Dogma" (p. 161)

 

morals_and_dogma albert pike - priscila e maxwell palheta

 

Da Máfia de Giuseppe Mazzini a Albert Pike

Giuseppe Mazzini (22 Junho 1805 a 10 Março 1872) era um filósofo, político e chegou a grão mestre maçom italiano que possuía o grau 33 do Rito Escocês. Pertenceu ainda à sociedade secreta e revolucionária Carbonari. É considerado o sucessor de Adam Weishaupt, um filósofo alemão, suposto fundador da Ordem dos Illuminati, uma sociedade secreta com origens na Bavaria.

 

weishaupt-adam illuminati - priscila e maxwell palheta

 

Mazzini foi fundador da sociedade secreta política conhecida como MAFIA. Assinava todas as suas cartas com a sigla M.A.F.I.A, que no idioma italiano, são as iniciais das palavras: “MAZZINI AUTORIZZA FURTI, INCENDI, AVVELENAMENTI”. Em inglês: “MAZZINI AUTHORIZES THEFTS, ARSON, POISONING”! e em português: “MAZZINI AUTORIZA FURTO, INCÊNDIO, ENVENENAMENTO”.

Mazzini - priscila e maxwell palheta Mazzini

 

Vamos compreender sua tragetória

No século passado, as finanças britânicas, protegidas por canhões ingleses, controlavam o mundo do tráfico de drogas. Os nomes dessas famílias e instituições são conhecidos por todos os estudantes de história: Keswick, Swire, Dent, Rothschild e Baring, Jardine Matheson, Hong Kong e Shanghai Bank, o Banco, o afretador Peninsular e Oriental Steam Navigation Company. Assassinos Anônimos mundiais através de sociedades secretas diretas (Os poderes ocultos): a Ordem de Sião, a máfia de Mazzini, as Tríades (que significa: "Sociedade dos três pontos"), também conhecida como a "Sociedade do Céu na China".

Se olharmos para a forma como a Máfia foi para os EUA, vemos que esta história é inseparável daquela da Ordem de Sião. Mazzini, o padrinho da máfia na Itália, se reportava diretamente ao expoente mais importante do sionismo britânico: o primeiro-ministro judeu Benjamin Disraeli (o homem que havia escapado da prisão por dívidas, graças à ajuda que lhe foi dada pela família Rothschild), e foi financiado pelos principais banqueiros judeus como os Rothschilds e Montefiore.

mafia_meeting_arrests_1928 - priscila e maxwell palheta

Encontro da M.A.F.I.A

Mazzini, por sua vez, quando teve que mandar seus tenentes à América, depois de ganhar experiência dentro da "Young Itália", encontrou na estrada já “suavizada” pelo trabalho feito por pessoas como o ex-general confederado Albert Pike e a Alta Maçonaria Judia de B'nai B'rith.

O primeiro italiano a pisar na América seguiu os passos de um comerciante de tecidos que possuía posições de liderança dentro da B'nai B'rith (Alta Maçonaria judaica). Mesmo New Orleans, a primeira base de Lehman e Lazard, tornou-se o ponto de coleta de Mazzini. Durante o período delicado e caótico, que se seguiu à Guerra Civil, os homens ligados a Mazzini atuaram como verdadeiros sabotadores do processo de pacificação da república americana.

Este trabalho de sabotagem usou funcionários na guerrilha liderada pelo general Lúcio contra o Governo Federal de Lincoln e constituiu-se um dos primeiros exemplos de atividades da máfia nos Estados Unidos. Transações do submundo de Nova Orleans, em nome do mal do Palermo, que foram detidas por Mazzini e através dele, Disraeli. Por trás do crime haviam pessoas acima de qualquer suspeita e do domínio público.

As primeiras organizações Mazzini começaram a ser ativas no período antes da Guerra Civil (1860-1865). "Os grupos mafiosos em Nova Orleans, Nova Iorque e Palermo foram empresas distintas –neste período histórico importante, Chandler DL - mas cooperavam estreitamente. Um membro que recebia apoio adequado, poderia ser transferido de uma cidade para outra, de uma família para outra ".

Perto do final da Guerra Civil Americana, a máfia de Disraeli (e, por conseguinte de Mazzini) foi liderada por um certo Joseph Macheca, líder de uma organização que, segundo testemunhos da época, era de uma atividade indistinguível da de Ku Klux Klan (do qual um de seus fundadores foi o próprio General Albert Pike) Em 1868, Macheca organizou em Nova Orleans, a campanha de eleição presidencial em favor do candidato democrata contra o republicano Horatio Seymour. Ulysses S. Grant, o general que liderou a vitória ao Norte se tornou, então, o presidente dos EUA. Os fundos financeiros foram diretos de August Belmont para Seymour, o que se conclui que os Rothschild eram designados como os representantes oficiais nos Estados Unidos.

O jornal de Nova Orleans "Picuinhas" descreve a campanha eleitoral da seguinte maneira: "Este popular e singular cavalheiro (Macheca) organizou e dirigiu uma companhia formada por 150 sicilianos, conhecido como os “Inocentes”. O uniforme era composto de um casaco branco com uma cruz de malta no ombro esquerdo. Viviam armados e quando eles marcharam pelas ruas atiravam em cada homem negro que viam. Deixava para trás um rastro de dezenas de negros mortos. O general James E. Steadman, que coordenou a campanha eleitoral de Seymour, proibiu desfiles e o grupo se desfez”.

"O grupo financeiro de Seligman, juntamente com outros bancos sionistas em Wall Street, apoiavam o candidato presidencial democrata, Seymour, escolhido por August Belmont (Rothschild nos EUA), preparando um programa no qual o pedido foi "abolição da Proclamação da Emancipação de Lincoln, que aboliu a escravidão".

No mesmo livro, algumas páginas antes, no que diz respeito à família Seligman, lemos: “... em 1843, fundaram a Alta da Maçonaria Judia de B'nai B'rith, também chamada de Constituição da Grande Loja da Ordem dos Filhos da “Aliança”, como ramo da Maçonaria Rito Escocês Escondido e Aceite (R.E.A.A), para os judeus nos Estados Unidos. A sede da B'nai B'rith se encontrava no número 450 da Grand Street, em Manhattan, na casa de José Seligman, um rico mercador, um comerciante de tecidos. Seligman é um nome que ainda se encontra em Wall Street, juntamente com o de seus contemporâneos, como August Belmont, Loeb, Schiff e Lazard. (...). A missão da maçonaria da B'nai B'rith era atuar como cobertura para espionagem a favor de Montefiore e Rothschild. O corpo da organização norte-americana "Menorah", não podia esconder suas ligações com os Rothschilds e, por isso, preferiu se vangloriar: “Em todos os países, o nome Rothschild é sinônimo de honra e generosidade, e não há outros nomes na Europa que desfrutem de uma merecida e alta”.

O mesmo banco (associado com Seligman) controlava e, em seguida, General Albert Pike e seus assassinos encapuzados da Ku Klux Klan (Macheca e seus capangas tiveram grande esforço para imitar, inclusive a Cruz de Malta). Pike e Macheca e suas unidades irregulares desencadearam uma onda de violência de tão grande proporção em todo o sul dos Estados Unidos que poucos anos após seu assassinato, o programa de reconstrução de todo que Lincoln tinha desenvolvido foi totalmente destruído.

Os dados históricos mostram que o grupo de Macheca em Nova Orleans, que começou sua carreira tirando todos os negros por conta dos bancos pró-sulistas, em Nova York, revelaram para que a massa era feita. Ele se tornou o ponto de partida para a organização da criminalidade nos Estados Unidos.

Foi Macheca que se comprometeu a preparar o terreno para Joseph Esposito, o homem que, em nome de Mazzini, deu a primeira base para a estrutura organizacional da máfia nos EUA. Muito perto de Mazzini, Esposito deixou a Sicília por volta de 1870 e chegou à Nova Orleans, onde fez contato com Macheca. Esposito teve uma excursão organizada nos Estados Unidos, reunindo grupos de sociedades secretas composta por italianos e criou, a partir do zero, redes de comunicação entre grupos de diferentes cidades. O resultado da viagem foi a transformar as sociedades secretas Esposito em células do crime organizado siciliano.

O representante de Mazzini (Esposito) tinha autoridade absoluta sobre promotores locais, até mesmo com a organização mãe em Nova Orleans (Macheca). Segundo um historiador, "A hegemonia da Mafia Macheca foi ofuscada por um curto período, de 1879-1881, quando ele fez isso, temporariamente, para Esposito”.

Mas foi um fato que impôs uma reorganização da máfia nos Estados Unidos. Macheca foi linchado pela multidão de Nova Orleans, arrancado da prisão, onde ele foi preso pelo assassinato de um policial. Na sua morte, as rédeas foram tomadas por seu braço direito, Charles Matrenga. O desaparecimento de Macheca causou um profundo abalo nas diversas organizações da máfia e, talvez, foi neste momento que a decisão foi tomada para "legalizar", ou seja, como um pretexto para empreender atividades ilegais e lançar uma estratégia que foi muito bem seguida.

A fim de completar esta operação, a banda de Matrenga virou aristocracia sionista. Um romeno judeu, chamado Samuel Zemurray, imigrante da Bessarábia em 1900, ajuda a transformar as gangues de Nova Orleans em "negócios limpos". Zemurray foi capaz de obter o financiamento do grupo habitual de bancos em Nova York e Boston, para comprar parte da frota mercante da organização Macheca. Um historiador observou: "A frota de Macheca se fundiu com outras quatro linhas de transporte para formar a "United Fruit Company”, que continua a ser uma das maiores indústrias de todos os Estados Unidos”.

A “United Fruit” - recentemente rebatizada United Brands Company - tradicionalmente escolhe os seus líderes entre a elite dos banqueiros sionistas em Nova York. Apesar de tudo, a banda de sicilianos foi lembrada com nostalgia. "Quando Charles Matrenga morreu em 1943, todo o Conselho de Administração da United Fruit participou do funeral".

Mazzini e Albert Pike

Com a morte do chefe da Maçonaria Internacional, Lord Palmerston, em 1866, Mazzini fez contato com um estranho homem escravagista e sulista, o general confederado Albert Pike.

Como Mazzini, Pike fez parte da rede de Lord Palmerston, em décadas anteriores, e havia conquistado uma reputação como grande especialista, e um sacerdote das formas mais esotéricas e satânicas do ocultismo.

“Foi um dos indivíduos mais fisicamente e moralmente repugnantes da história americana. Horrivelmente obeso (com peso acima de 140 Kgs), Pike era conhecido em seu Estado de Arkansas como um praticante de satanismo. Suas anotações quanto a orientação sexual incluíam sentar-se montado num trono fálico, erguido no mato, rodeado por um bando de prostitutas, com as quais consumia alimentos e bebidas espirituosas, até ficar completamente satisfeito.”

Na década de 1850, Pike entrou na política para se tornar uma das personalidades mais vulgares e intolerantes da retórica racista. Em 1858, junto com onze funcionários, emitiu uma circular apelando para a expulsão de todos os negros e mulatos do Arkansas, citando que eles eram "preguiçosos, brutos (degradação da própria raça), imorais e imundos” e chamava os africanos de seres "insignificantes e semelhantes a um animal depravado".

De 1858 a 1860, Albert Pike cria um Supremo Conselho do Rito Escocês, pela primeira vez, em todo o sul dos Estados Unidos.

Alguns anos antes, em 1854, um colaborador próximo de Albert Pike, Judah Benjamin, cria a "Cavaleiros do Círculo de Ouro". As primeiras operações desses "cavaleiros" consistiam na formação de terroristas paramilitares na América Central, com o objetivo de provocar uma guerra entre os Estados Unidos e Espanha, que governava a área. O próximo passo foi organizar um golpe de estado nos Estados Unidos para coincidir com a eleição do presidente Abraham Lincoln em 1960.

Eleito Lincoln, Albert Pike, que assumia posição como chefe da maçonaria americana e assim liderou a insurreição do Sul, que resultou na sangrenta Guerra Civil Americana (1860-1865).

tanque-guerra - priscila e maxwell palheta

Carolina do Sul, sede do Supremo Conselho da Maçonaria de Pike, declarou a secessão 20 de dezembro de 1860, imediatamente após a eleição de Lincoln. No mesmo dia, os líderes da "Young America" de Mazzini, pediu e obteve a eleição de secessão. Na Flórida, o senador David Yulee, uma figura expoente do "Young America" votou pela secessão, 22 de dezembro.

No Alabama foram as principais figuras dos “Cavaleiros do Círculo de Ouro" que lideraram a secessão de 24 de dezembro. Na Geórgia, a secessão de 2 de janeiro de 1861 foi dirigido por Robert Toombs, o melhor amigo de Albert Pike, que mais tarde tornou-se membro do Conselho Supremo. Em Louisiana, foi John Slidell, íntimo de Judah Benjamin, criador dos "Cavaleiros do Círculo de Ouro" e Soulé Pierre da "Young America" que direcionaram o voto de secessão em 07 de janeiro de 1861.

No Texas, o governador Sam Houston recusou-se a votar a favor da secessão. Em seguida, milhares de "Cavaleiros do Círculo de Ouro", armados, colocaram Houston, e em fevereiro, eles fizeram voto de secessão, com uma participação de menos de um décimo da população.

Os opositores da secessão relataram vitórias marcantes na Virgínia, Carolina do Norte, Tennessee, Arkansas, Missouri, Kentucky, Maryland e Delaware. A derrota do Arkansas criou um constrangimento pessoal para Albert Pike e ao ouvir a notícia da derrota, o Estado de Arrigare apressou-se a discursar para o delegado: "As coisas chegaram a tal ponto que você tem apenas uma chance: ou você sai do Sindicato voluntariamente, ou será expulso. Carolina do Sul vai levar você para fora”.

Apesar de ter votado para permanecer na União, Carolina do Norte, Virgínia, Tennessee e Arkansas foram arrastados para a guerra civil pelos homens de Pike. Durante a Guerra Civil, Pike foi general-brigadeiro das tropas sulistas e comandava um exército composto de oito tribos indígenas. Ao seu comando, estes soldados cometeram massacres de crueldade e ferocidade que a Inglaterra chegou a ameaçar intervir "por razões humanitárias”.

Presidente do sul, Jefferson Davis, em seguida, foi forçado a tomar medidas contra Pike e ordenou-lhe a dispersar o exército indígena. Após a guerra, por seus crimes hediondos, Pike foi considerado culpado de traição por um tribunal marcial e preso. O Presidente dos EUA, Andrew Johnson, maçom subordinado de Albert Pike, contudo, em 22 de abril de 1866, perdoou, enquanto a imprensa norte-americana permaneceu por nove meses, em silêncio total sobre esta história.

General Albert Pike sob a influência de Mazzini depois de ter se decepcionado pelo Presidente do sul Jefferson Davis, espalhou suas tropas indígenas pelas atrocidades cometidas sob o pretexto de legítimos atos de guerra. Pike entende a idéia de um Governo Mundial e por fim se torna o chefe do Clero Luciferiano. Entre 1859 e 1871, Pike elaborou os detalhes de um plano militar, que incluiu três guerras mundiais, e três grandes revoluções que ele considerava essencial para promover o "piso" dos Illuminati, e trazê-la a bom termo no final do século XX.

O assassinato de Abraham Lincoln foi perpetrado pelo extremista judeu John Wilkes Booth (Botha), maçom grau 33, em 14 de abril de 1865 em Washinglton DC, apenas cinco dias após o fim da Guerra Civil Americana. Izola Forrester, neto de Booth, em seu livro "This One Mad Act" (1937), escreveu que Booth Lodge pertencia à "Cavaleiros do Círculo de Ouro", bem como o movimento revolucionário de Mazzini, "A Young America". Izola Forrester revelou, em detalhes, que os maçons estavam envolvidos no assassinato do presidente. O posterior assassinato de Wilkes Booth foi organizado por Judah Benjamin, um maçom de alto escalão e agente de Rothschild. Ele era o Chefe da Inteligência da Confederação Sul. Após o assassinato, ele fugiu para a Inglaterra.

Em dezembro de 1865, General Pike, juntamente com o General John J. Morgan e um pequeno grupo de oficiais da Confederação sulista, na cidade de Pulaski, Tennessee, transformam os "Cavaleiros do Círculo de Ouro" nos "Cavaleiros da Ku Klux Klan (KKK), (kuklox em grego significa"círculo ou "círculo"), no Sul racista dos Estados Unidos. O que conhecemos hoje, com seus capuzes brancos e cruzes de fogo.

kkk ku klux klan satanismo - priscila e maxwell palheta

ku klux klan - priscila e maxwell palheta

Ku Klux Klan

 

Albert Pike, que foi chamado de "o diabo do século XIX”, estava obcecado com a idéia de supremacia mundial. Quando ele chegou ao 33º grau maçom e a chefe Illuminati do Arkansas, arquitetou um plano para dominar o mundo através de três guerras mundiais e outras grandes revoluções. Giuseppe Mazzini era outro que também estava obcecado com a idéia de uma potência mundial.

Em seu Manifesto de Março de 1848, Mazzini disse: "A Áustria é a maior negação da união nacional e deve desaparecer. Guerra contra a Áustria! A iniciativa desta revolução mundial européia, que deve conduzir ao nascimento dos Estados Unidos da Europa, pertencente ao poder da Itália, é o dever da Itália. "A Roma dos Povos" deve, por sua fé republicana universal, unir a Europa e América, e todas as outras partes do mundo habitadas, em uma potência mundial global final”.

Mazzini e a doutrina do assassinato

Desde a idade de 23 anos, como nos conta o maçom Doria, Giuseppe Mazzini concebeu seu plano para assassinar Sua Majestade o Imperador da Áustria e príncipe Metternich, Nos primeiros anos de militância no Carbonari, ele costumava visitar o assassino Sgarzaro (que se gabava de ter 53 irmãos afogados jogando em mar aberto de seu navio) e o futuro assassino da Prata que estava cercado interesses da Carbonari no seu plano para assassinar o príncipe do Metternich.

Foi com a "Giovine/Young Itália”, fundada em 1831 por Giuseppe Mazzini que ele desenvolveu sua "doutrina política de assassinato”, que afetou de forma implacável, não só os traidores, adversários políticos, mas também aqueles que não obedeciam às ordens. Estes deveriam ser "mortos no local", "esfaqueado sem misericórdia", "morto por uma mão invisível". Um grande número de policiais militares, generais e políticos foram assassinados sob as ordens desses tribunais, e lojas maçônicas deram sua contribuição para este trabalho.

A "doutrina política de matar" de Mazzini foi inclusive denegrida e escondida, em 1838, pelos chefes de Alta Vendita (no topo da Carbonari) com estas palavras: "O que é um crime? Uma punhalada não significa nada, não faz efeito. O que importa para as pessoas que o sangue de um trabalhador, um artista, de um cavalheiro, ou até mesmo um príncipe tenha sido pago em virtude de um julgamento de Mazzini ou qualquer um de seus capangas/assassinos que se divertem desta maneira?”

Em 1851, após a notícia do golpe de Napoleão III, Adriano Lemmi deixou a América, onde ele estava com Kossuth, para ir a Londres e se tornar o executor das ordens de assassinatos de Mazzini, decretados pelo seu “Comitê Central Democratas Europeus”, um título que Mazzini tinha dado o a "Young Europa". Lemmi, de certa forma sempre se gabou de ser o valioso emissário de Mazzini em um grande número de assassinatos, de modo que Mazzini próprio o chamou: "meu pequeno judeu que vale dez demônios..."

Naqueles anos, Mazzini e os líderes do "Comitê Central Europeu Democrata" Kossuth, Ledru Rollin AA, Felice Orsini, Alexander Herzen e Michael Bakunine foram acusados, juntamente com Lemmi, de serem responsáveis pela maioria das rebeliões e ataques terroristas apontados em torno da Europa naquela época.

Em 4 de janeiro de 1852, Mazzini e seu comitê, decretou a sentença de morte de Carlos III, duque de Parma e em 26 de março, Charles III caiu sob os golpes do assassino fanático que havia provocado Lemmi. No final de junho daquele ano, ainda no Parma, Lemmi provocou a revolução de 22 de julho.

Em 21 de outubro de 1852, Lemmi inspirou a tentativa de assassinato do ministro Baldasseroli, Presidente do Conselho do Grão Duque de Toscani. Em 1855, Lemmi foi para Roma e, pouco depois, em 12 de junho, houve uma tentativa de assassinato do Cardeal Antonelli. Em 30 de junho, Lemmi divulgou um cartaz de Mazzini em Gênova para empurrar o povo para a insurreição, e voltou, em seguida para Roma, onde, em 09 de julho, houve uma tentativa de assassinato em Beckx Pai Geral dos Jesuítas.

No mesmo ano, Lemmi e Orsini transmitiram instruções para o Comitê Revolucionário de Mazzini, em Milão, inaugurado com urgência por causa do massacre de todos os oficiais do presídio. Por volta de setembro 1856, o Comitê Europeu Central de Mazzini decidiu assassinar o rei de Nápoles, para desencadear uma revolução na Sicília. Na revolução de Sicília, escolheu Lemmi a atirador: Agesilao Milano que em 08 de dezembro de 1856, enquanto Ferdinand passava uma revista no exército, apertou-lhe dois golpes, mas sem matá-lo. O assassino foi condenado à morte, enquanto Mazzini cunhou uma medalha, qualificando-o como um "mártir"!

Para o ano de 1857, Mazzini e sua "comissão", decretou pôr em prática, com os três termos de 29 de junho, a insurreição de Gênova, Livorno, de 30 de Junho e 01 de julho em Nápoles.

A Carta de Albet Pike a Mazinni

Em 22 de janeiro de 1870, Albert Pike e Giuseppe Mazzini, publicaram uma visão que revela um plano para trazer um governo único, uma Nova Ordem Mundial e explica como chegar à Terceira Guerra. Esse plano foi tão bem seguido depois pelas nações do mundo, que passo a passo parece ser um resumo histórico dos principais acontecimentos do século passado. Um exemplar da publicação se encontra, ou se encontrava, na Biblioteca do Museu Britânico Imperial de Londres.

Esse plano foi anteriormente mantido em grande segredo, revelado dentro dos círculos da Maçonaria, desde o tempo de sua concepção, somente aos outros conspiradores Illuministas ocultistas como descreve o livro Secrets of the Illuminati, escrito por um ex-luciferiano Illuminista, Doc Marquis.

Ao ler essa profecia demoníaca, lembremos do conceito ocultista da Tese batalhando contra a Antítese para produzir um novo sistema, chamado Síntese. A Primeira e a Segunda Guerra Mundial foram travadas para estabelecer a Antítese, e criar a Guerra Fria, aquele "conflito controlado ou ameaça de conflito" que produziria o novo sistema, a Síntese.

Vamos à Carta:

"Nós, os Illuminati, soltaremos os Niilistas e Ateus, e provocaremos um formidável cataclisma social que mostrará às nações, em todo o seu horror, o efeito do ateísmo absoluto, origem de toda selvageria e das desordens as mais sangrentas. Os cidadãos serão obrigados a se defender, por toda parte, contra a minoria dos revolucionários, e exterminarão esses destruidores da civilização...

A multidão, desiludida com o Cristianismo, cujo, espírito deísta estará, sem qualquer direção nesse momento, buscará um ideal, mas, não sabendo onde e a quem render adoração, receberá a verdadeira luz, pela manifestação universal da pura doutrina de Lúcifer. Essa manifestação será, enfim, revelada ao povo; ela resultará do movimento reacionário geral que seguirá, de perto, a destruição do Cristianismo e do Ateísmo, ambos conquistados e destruídos no mesmo instante.

segunda-guerra - priscila e maxwell palheta

A Primeira Guerra Mundial deve ser realizada a fim de permitir que os Illuminati possam derrubar o poder dos czares da Rússia e de fazer desse país uma fortaleza do comunismo ateu. As divergências causadas pela "Agentur" (agentes) dos Illuminati entre os impérios britânico e alemão serão utilizadas para fomentar essa guerra. No final da guerra, o comunismo será construído e usado para destruir os outros governos e para enfraquecer as religiões.

A Segunda Guerra Mundial deve ser fomentada por meio de aproveitar as diferenças entre os fascistas e os sionistas políticos. Esta guerra deve ser realizada de modo que o nazismo seja destruído e que o sionismo político seja forte o suficiente para instituir um Estado soberano de Israel na Palestina. Durante a Segunda Guerra Mundial, o comunismo internacional deve tornar-se forte o suficiente para equilibrar a cristandade, o que seria então contido e mantido sob controle até o momento em que iria precisar dele para o cataclismo social final.

A Terceira Guerra Mundial deve ser fomentada, aproveitando as diferenças causadas pela" Agentur dos Illuminati" entre os sionistas políticos e os líderes do mundo islâmico. A guerra deve ser conduzida de tal forma que o Islã (os muçulmanos Mundo Árabe) e o sionismo político (o Estado de Israel) se destruam uns aos outros. Enquanto isso as outras nações, uma vez mais dividido sobre esta questão será obrigado a lutar até ao ponto da exaustão física, moral, espiritual e econômica completa.

...Vamos libertar os niilistas e os ateístas e provocaremos um formidável cataclismo social que em todo seu horror mostrará claramente para as nações o efeito do ateísmo absoluto, origem da selvageria e da mais sangrenta agitação. Então, em todos os lugares, os cidadãos, obrigados a defender-se contra a minoria mundial dos revolucionários, exterminará esses destruidores da civilização, e a multidão, desiludida com o cristianismo, cujos espíritos deístas a partir desse momento estão sem bússola ou direção, ansiosa por um ideal, mas sem saber para onde proferirá a sua adoração, receberá a verdadeira luz por meio da manifestação universal da pura doutrina de Lúcifer, trazida finalmente na opinião pública. Esta manifestação será resultado do movimento reacionário geral que seguirá a destruição do cristianismo e do ateísmo, ambos conquistados e exterminados ao mesmo tempo”. Albert Pike

Observações importantes:

1. Karl Marx tinha publicado seu Manifesto Comunista em 1848, exatamente 22 anos antes dessa profecia ocultista por meio de Albert Pike. É interessante que o número ocultista 22 continue aparecendo. Os números múltiplos, 44 e 66 também aparecem, como veremos em instantes. A história registra que essa Primeira Guerra Mundial realmente ocorreu como descrito. As potências ocidentais na Europa, em conjunto com os EUA, financiaram a expedição de Lênin até a Rússia, financiaram seu governo, e depois disso, financiaram o comunismo russo pelo menos uma vez a cada década dali para frente.

2. A história registra novamente que a Segunda Guerra Mundial, realmente cumpriu esse objetivo. A guerra iniciou quando a Alemanha invadiu a Polônia, fazendo com que a Grã-Bretanha declarasse guerra à Alemanha. Em breve, a trinca de potências envolveu-se nessa guerra. Os ocultistas de Magia Negra aliaram-se quando a Alemanha firmou um pacto com a Itália e com o Japão; os ocultistas de Magia Branca aliaram-se quando a Grã-Bretanha uniu-se com os EUA e com a Rússia. Não se engane; essa guerra ocorreu entre duas forças da Nova Ordem Mundial, a aliança "maligna" das Potências do Eixo, e a aliança "boa" das Potências Aliadas; a guerra foi entre as forças de Magia Negra contra as forças da Magia Branca.

Certamente, a visão de Pike de a Segunda Guerra Mundial transformar o comunismo russo em uma superpotência foi cumprida em um nível surpreendente. Os historiadores sempre ficaram perplexos e nunca conseguiram compreender por que Churchill e Roosevelt entregaram toda a Europa Oriental aos soviéticos, se a preponderância de poder estava contra eles. Claramente, quando Roosevelt e Churchill cederam toda a Europa oriental aos russos, o governo comunista da Rússia, agora conhecido como URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas), completou sua transição para superpotência, exatamente como previsto na visão de Pike. E, não nos esqueçamos que a Segunda Guerra Mundial deu à Rússia capacidades que ela não possuía antes da guerra. Não somente criamos as forças militares russas em um nível aterrorizador, mas também construímos fábricas inteiras ao leste de Moscou, que deram à Rússia uma grande base industrial. Embora a Rússia tenha pago muito alto em vidas humanas durante a guerra, emergiu do conflito como uma superpotência. Graças a Roosevelt, a Rússia agora tinha um reino para acompanhar sua nova base militar e industrial.

3. A Terceira Guerra Mundial foi prevista para ser entre o judaísmo e o islamismo. Agora, aqui está o aspecto mais interessante desse plano demoníaco; ele se encaixa nas Escrituras! Deus previu o juízo dos Últimos Dias contra os árabes em várias passagens bíblicas, relacionadas a seguir:

*Em Obadias, Deus prediz a destruição da Casa de Esaú, particularmente o povo de Edom, nos últimos dias. Deus está prometendo essa libertação pelo modo como esses árabes trataram seu povo escolhido. Embora um julgamento severo tenha caído sobre a nação de Edom no ano 70, ela não foi exterminada, nem foi à destruição pelas mãos de Israel, conforme predito no verso 18, nem foi o cumprimento de juízo nos dias finais, que a Bíblia consistentemente chama de "Dia do Senhor" (verso 15).

*Joel 2:18-3:21, Deus prediz tremendos julgamentos de todas as nações do mundo, começando com os árabes, quando Deus "remover o cativeiro" e restaurar Israel, uma data que sabemos foi em 14 de maio de 1948. Leia essa passagem atentamente, e verá a mão de Deus anunciando julgamento em volta de Israel após ele ter sido restaurado em sua terra. Joel 2:30-31 parece predizer guerra nuclear neste tempo.

*Israel será livrado milagrosamente da destruição física pelo poder de Deus, mas ficará sob uma ameaça tão grande que o próprio Deus o protegerá de forma sobrenatural. Em Daniel 12:1, vemos que, nos tempos do fim, Israel estará correndo tanto perigo, que o arcanjo Miguel, se levantará para ajudá-lo.

Surgimento do Anti-Cristo

Através de uma visão espiritual, sabemos que Pike, como a maioria dos ocultistas, tinha espíritos-guia sobrenaturais, que lhe ensinavam "Sabedoria Divina" sobre como atingir a Nova Ordem Mundial. Um 'espírito-guia' é um 'ser' que vem ao encontro de alguém que tenha se envolvido na prática do ocultismo; no entanto, compreendamos que muitas pessoas que praticam as religiões da Nova Era não vêem isso como uma coisa má. Na verdade, elas rebatem veementemente, dizendo que ficam repletas de alegria e de felicidade com a interação com seus "espíritos-guia", não percebendo que estão sendo temporariamente enganadas por Satanás que, juntamente com seus demônios, pode aparecer como anjo de luz para enganar.

"E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros de justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras."

II Coríntios 11:14-15

O Plano secreto de Pike para controlar o mundo previa a necessidade de três guerras mundiais. Paremos aqui por um momento para lembrar a data dessa predição: 22 de janeiro de 1870. Essa data é 44 anos antes do início da Primeira Guerra Mundial. Uma vez que compreendamos os fatos que compartilhamos e percebamos a extensão do tempo entre essa predição e o início do seu cumprimento, poderemos compreender como forças sobrenaturais estavam realmente em controle. Além disso, 22 de janeiro de 1870 também tem significado ocultista. O número 22 é um dos três números primários importantes para os ocultistas (11, 22 e 33).

É surpreendente como o esboço da história dada por Pike tem se cumprido etapa a etapa. Apesar da informação sobre a Terceira Guerra Mundial, como o último evento a seguir, não ter se implementado ainda, é muito claro perceber os acontecimentos que estão no cenário mundial - a divisão entre nações muçulmanas e os sionistas (o estado de Israel). Parece que a terceira grande batalha não está longe de ser cumprida. Já estamos na partida inicial dela, basta acompanharmos os noticiários. É perigo iminente! E sabemos bem o que acontece tragicamente depois que uma guerra chega ao fim. Milhões ou até mesmo bilhões de vidas ceifadas e um caos generalizado instalado, exatamente como os Illuminatis vêm planejando ao longo dos tempos. E o Plano de Pike prevê que o anti-Cristo surgirá a partir desta fumaça, poeira e destruição causadas por esta revolução.

surgimento anti cristo - priscila e maxwell palheta

A Bíblia é o livro que mais precisamente vem profetizando tudo o que aconteceria ao mundo em decorrência do pecado. E por fim, descreve como último evento a chegada do anti-Cristo que causará grande terror à humanidade. No livro de Tessalonicenses (5:1-4) diz que quando o falso messias estiver no mundo e anunciar as palavras “Há paz e segurança”, então virá repentina destruição. Mas lembremos que Deus controla todos os eventos mundiais.

"Porque Deus tem posto em seus corações, que cumpram o seu intento, e tenham uma mesma idéia, e que dêem à besta o seu reino, até que se cumpram as palavras de Deus."

Apocalipse 17:17

Satanás e suas hordas de demônios não podem fazer nada que não seja permitido por Deus. Quando Deus força Satanás a manipular seus agentes humanos para realizar alguma coisa que cumpra a profecia bíblica, Deus recebe a glória. É por isso que Deus disse tão enfaticamente, referente ao cumprimento das profecias:

"Buscai no livro do SENHOR, e lede; nenhuma destas coisas faltará com a sua companheira; porque a minha boca tem ordenado, e o seu espírito mesmo as tem ajuntado."

Isaías 34:16

Em outras palavras, todas as profecias que saíram da boca de Deus serão cumpridas. O maior exemplo da onipotência do Senhor prevalecendo sobre a rebelião de Satanás é o renascimento da nação de Israel, exatamente como predito. Satanás detesta Israel, pois Israel é o povo escolhido de Deus. Se Satanás tivesse liberdade de ação, teria movido céus e terra para impedir que Israel voltasse à sua terra como uma nação, em 1948. Na verdade, ele tentou impedir que isso acontecesse, quando usou Adolf Hitler poderosamente para tentar exterminar todos os judeus. No entanto, ele falhou, e Israel voltou à sua terra, como Deus tinha predito!

Material_Historia Contemporanea_Israel - priscila e maxwell palheta

Assim finalizamos mais este estudo desejando aos leitores que estejam sempre firmes na rocha que é Jesus Cristo, nosso salvador e consolador! Deus abençoe!

(*)A Nova Ordem Mundial (NOM) é uma Teoria Conspiratória, na qual um grupo poderoso e secreto está planejando dominar o mundo através de um governo mundial único. A Nova Ordem Mundial seria um plano com o objetivo de derrubar governos e reinos do mundo, bem como erradicar em todo o mundo todas as religiões e crenças, para unificar a humanidade sob uma “nova ordem”, que seria baseada em uma ideologia extremamente uniforme, uma moeda única e uma religião universal.

Nesta teoria, ocorrências significativas são ditas que são causadas por um grupo extremamente poderoso e secreto ou de vários grupos interligados. Acontecimentos históricos e atuais são vistos como passos de um curso planejado para governar o mundo principalmente através de uma combinação de políticas financeiras, corrupção política, engenharia social, controle mental, e o medo à base da propaganda (cultura do medo).

Uma das variantes da moderna teoria conspiratória da Nova Ordem Mundial seria um plano concebido por Adam Weishaupt, fundador dos Illuminati, que segundo os teóricos ainda existe e continua a perseguir a implementação desta nova ordem. O chamado "processo de globalização" iniciado em finais do século XX a nível mundial, seria uma das muitas facetas do estabelecimento progressivo dessa nova ordem.

Continua...

Personalidades Satânicas Parte 1

Personalidades Satânicas Parte 2

Personalidades Satânicas Parte 3

Personalidades Satânicas Parte 4



Marcadores

1984 (2) A Fazenda (1) Abner Ferreira (2) Aborto (5) Adoração (1) Agenor Duque (1) Albert Pike (10) Aldous Huxley (1) Aleister Crowley (8) Alex Jones (3) Alimentação (5) Amor (61) Anti-Cristo (28) Anton LaVey (11) Aplicativo (1) Apocalipse (52) Apostasia (81) Apóstolo Paulo (4) Apple (1) Aquino (2) Arquitetura (1) Arrebatamento (2) Atalaia (4) Atentado Paris (1) Autoridade (7) Avicci (1) Aylan Kurdi (1) Ayrton Senna (1) Bancada Evangélica (14) Baphomet (7) Barack Obama (12) Batalha Espiritual (16) Bíblia (3) Bíblia Satânica (8) Big Brother (23) Bispo Dozane (3) Bispo Macedo (12) Bispo Robson Rodovalho (2) Blogueiros (34) Brasília (2) Bruxaria (3) Cabala (6) Caim (2) Caio Fábio (1) Carnalidade (72) Carnaval (3) Catolicismo (9) Cenas fortes (1) Cezar Scholze (1) CIA (4) Clube Bilderberg (10) Codex Alimentarius (1) Comunismo (1) Conspiração (51) Controle mental (50) Copa do Mundo (1) Copa do Mundo 2014 (2) Corrupção (83) Crianças (2) Crise na Europa (8) Crítica (12) Cruz (1) Culto ao vivo (5) Cura (3) Daniel Batista (1) Daniel Estulin (6) Daniel Messac (1) Danilo Fernandes (1) Demas (1) Dep. João Campos (1) Depressão (4) Desafio (2) Desenho (2) Deuses (13) Dia dos Namorados (1) Dia dos Pais (1) Dinheiro (38) Dízimo (10) dr. Pedroza (1) Drogas (12) Economia (15) Edir Macedo (30) Eduardo Paes (1) Educação (8) Egito (4) Elite global (35) Emocional (2) Enoque Lima (4) Entretenimento (39) Entrevista (4) Escrever (1) Espiritismo (10) Espírito Santo (4) Estêvão (2) Estudo (106) Estupro (2) Evangelho (2) exposição (1) Fabio Pires (1) Facebook (3) Família (23) Faraó (7) Farsa Aquecimento Global (2) (40) Feliz Ano Novo (2) FIFA (2) Filemom (2) Futebol (1) G.A.D.U (25) Gabriel Medina (1) Gay (2) Genizah (1) George Bush (1) George Orwell (1) Gnosticismo (3) Gospel (17) Gospel Mais (3) Graça (15) HAARP (4) Halloween (1) Hangout (87) Hipnose (2) História (11) Hitler (1) Homossexualismo (40) Hórus (4) HSBC (1) Humanismo (12) Idolatria (25) Igreja (34) Igreja Em Ação (1) Igreja Universal (25) Illuminati (15) Índios (1) Influência (46) Internet (27) Iphone (1) Irmãos (48) Isadora Faber (1) Islã (1) Israel (2) Jaime Santana (29) JAMI (2) Jesus (84) (1) Jogo da Velha (1) Jogos (1) Jornal Estadão (1) Julian Assange (3) Julio Severo (3) Juventude (9) Kuddle (1) Legalismo (2) Louvor (5) Lúcifer (29) Maçonaria (165) MAFIA (3) Magia (11) Magno Malta (4) Manipulação (94) Manoel Ferreira (5) Marcha para Jesus (12) Marco Feliciano (20) Marcos Pereira (4) Marília Camargo César (1) Marisa Lobo (3) Matança (1) Matemática (2) Matrix (4) Maxwell Palheta (178) Mazzini (3) Ménage à trois (1) Mensagem (160) Mensagem Subliminar (12) Microchip (1) Mídia (92) Mike Murdoch (1) Mitologia Grega (2) MK Ultra (7) Moisés (2) MomentCam (1) Monsanto (1) Mortos (7) Moyses Macedo (1) Muçulmanos (5) Múmia (1) Música Secular (9) Músicas (6) NASA (2) Necronomicon (2) Neemias Gomes (1) Nova Era (9) Nova Ordem Mundial (73) O Rappa (1) Ocultismo (50) Olho de Hórus (8) Olimpíadas Londres 2012 (3) Opinião (284) Paganismo (16) Palestra (7) Papa (4) papa francisco (1) Paris (2) Pastor (5) Patricia Piccinini (1) Paul Walker (2) Paul Washer (3) Paulo Curi (2) PC do B (5) Pecado (59) Pedofilia (1) Perdão (21) Pirâmides (4) Pnl (1) Poema (4) Política (161) Pornografia (1) Portugal (2) Praga (1) PRB (1) Pré Pós Tribulação (3) Proclamação da República (1) Programação Monarca (3) PSB (5) PSC (9) PSDB (13) Psicologia (3) PT (17) Rachel Sheherazade (1) Rafinha Bastos (1) Raquel Elana (2) Rebeldia (19) Rede Globo (21) Rede Record (4) Reflexão (145) Rei Davi (1) Religião (71) Rio de Janeiro (43) Rituais (22) rockefeller (1) Rotschild (2) Ruy Castro (1) Sacrifício (16) Salvação (52) Samuel Ferreira (6) Santidade (44) Satanismo (43) Saúde (20) Sebastião Aragão (1) Semíramis (2) Set (3) Sexo (4) Silas Malafaia (52) Simbologias (14) Skinhead (1) Skull and Bones (2) Solidariedade (1) Stalin (1) Tecnologia (34) Televisão (1) Templo de Salomão (3) Teologia da Prosperidade (13) Terra plana (1) Thalles Roberto (1) Thomas Edison (1) Timóteo (1) Transgênicos (1) Trauma (6) Ufo (5) Universo Cristão (162) Usain Bolt (1) Vídeos (316) voyeurismo (3) WikiLeaks (3) Zumbi (2)