9 de mar de 2012

O Sinal de Caim – Marca de Amor

 

William-Adolphe Bouguereau -The_First_Mourning Caim - priscila e maxwell palheta

Abel assassinado por Caim (por William Adolphe Bouguereau –The First Mourning)

 

Por Julio Oliveira Sanches

O pecado é insaciável. Impossível contentar-se com apenas uma transgressão. Não há como se abster do cometimento de outros atos pecaminosos para se encobrir o pecado inicial. A história está repleta de ilustrações que confirmam esta terrível realidade. Um olhar pode reproduzir-se e se complementar num crime hediondo. Uma pedrinha de crack sempre exige mais algumas para satisfazer o organismo dependente. Assim o pecado encontra terreno fértil para sua proliferação. O sentimento de rejeição estimula o da inferioridade, que por sua vez se converte em inveja, em ressentimento, que gera o ódio e com ele a destruição do outro, como única forma de sobreviver.

Como não há lugar para a alteridade, preciso destruí-lo, pois não há como conviver. Tiago 1.13-15 sintetiza esta realidade que é repetida milhares de vezes a cada dia na experi-ência humana. Quando o outro se torna insuportável e inconveniente  às vezes por trazer à tona a minha incapacidade, a maneira mais fácil de me livrar dele, é destruí-lo. As armas usadas para conseguir tal objetivo são variadas, mas todas mortíferas. É o esposo que se divorcia porque a esposa não mais corresponde aos seus anseios de felicidade conjugal. São os filhos que abandonam os pais porque estes significam fardo financeiro. É a ovelha que muda de rebanho, porque o alimento que lhe é oferecido não atende as suas necessidades espirituais. É a liderança da igreja que engendra a mentira da aposentadoria do pastor para encobrir as injustiças cometidas  contra o obreiro do Senhor.

Assim como Caim, a aceitação Divina do sacrifício oferecido por Abel justificava a eliminação deste. Em lugar de se alegrar por ver o irmão aceito aos olhos do Senhor, o pecado exigia a sua eliminação. A maneira como Deus lida com Caim e seu pecado nos desafia à reflexão. Bem mais tarde ao codificar as Leis, Deus vai afirmar que o sangue derramado exige derramamento do sangue do criminoso. A vida se paga com a vida.  Poi s  só o Autor da vida tem o direito de eliminá-la. À criatura humana não é dado o direito de fazer justiça com as próprias mãos. Mas no caso de Caim, Deus não aplica a Lei elaborada pelo próprio Deus e já existente na onisciência do Senhor. Deus age com graça e amor. Tenta convencer a Caim a buscar arrependimento. A se conscientizar do erro cometido. A reconhecer o seu pecado.  O solo ensanguentado testifica contra Caim. A voz do sangue o denuncia e clama por vingança. Mas Caim se recusa a admitir que errou. 

Hoje não é diferente. Erramos e pecamos porque o outro, as circunstâncias e o próprio Deus geraram situações que nos induziram a pecar. É a repetição da desculpa adâmica : “A mulher que me deste”. Ele me  feriu primeiro por isso o eliminei. Reagi ao bullyng.  Defendi a minha honra. Conhecendo as evasivas que o pecado oferece ao pecador para justificar o injustificável, Deus oferece graça e misericórdia a todo pecador. A Caim Deus ofereceu proteção. A reação esboçada por Caim em Gen 4.14, expressa o desespero que o pecado sem o arrependimento e sem o alcance da graça, coloca sobre o infrator. Fugitivo, vagabundo, com medo de tudo e de todos o pecador não tem a quem recorrer. Todos são inimigos e vingadores em potencial.

A  consciência não perdoada é o maior castigo que se impõe ao infrator. Não consegue fugir de si mesmo. Não há como esconder-se. Resta apenas o desespero do inferno que se instala na vida do pecador, não perdoado. Deus , porém , não deixa Caim desprotegido. Embora não o perdoe, pois  faltou arrependimento, o Senhor o protege. Coloca-lhe um sinal diferenciador que o protegerá do vingador de sangue. Mais tarde na formação do povo escolhido, Deus providencia as cidades de refúgio, Num 35.6, para proteger o criminoso da  aplicação da justiça intempestiva do ser humano. Mesmo sem ser perdoado, Caim é protegido pelo Senhor. Sem a absolvição da culpa, ainda assim usufrui da graça abundante e do amor que se dispõe a restaurar o pecador. Deus  não abandona o pecador. Embora o entregue às consequências dos seus pecados, Rom 1.26, deixa aberta a porta para a manifestação da graça, 1Tim 2.11, no momento do sincero arrependimento. Ao ser humano, falho e sempre propenso à vingança, não é dado compreender este agir divino.

Muitos dos que são condenados por nossa falsa justiça são justificados por Deus, quando arrependidos. O sinal imposto a Caim não foi um estigma, mas a prova que o amor de Deus à criatura decaída, sempre oferece oportunidade para o alcance do perdão. Tal verdade levou Paulo a escrever:

“Deus  quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade” 1Tim 2.4.

No “ todos ” estão incluídos os Cains que derramaram sangue inocente e prejudicaram os seus semelhantes. Por isto João diz: “Deus é amor” 1João 4.8b.

 

Deus te abençoe!



Marcadores

1984 (2) A Fazenda (1) Abner Ferreira (2) Aborto (5) Adoração (1) Agenor Duque (1) Albert Pike (10) Aldous Huxley (1) Aleister Crowley (8) Alex Jones (3) Alimentação (5) Amor (61) Anti-Cristo (28) Anton LaVey (11) Aplicativo (1) Apocalipse (52) Apostasia (81) Apóstolo Paulo (4) Apple (1) Aquino (2) Arquitetura (1) Arrebatamento (2) Atalaia (4) Atentado Paris (1) Autoridade (7) Avicci (1) Aylan Kurdi (1) Ayrton Senna (1) Bancada Evangélica (14) Baphomet (7) Barack Obama (12) Batalha Espiritual (16) Bíblia (3) Bíblia Satânica (8) Big Brother (23) Bispo Dozane (3) Bispo Macedo (12) Bispo Robson Rodovalho (2) Blogueiros (34) Brasília (2) Bruxaria (3) Cabala (6) Caim (2) Caio Fábio (1) Carnalidade (72) Carnaval (3) Catolicismo (9) Cenas fortes (1) Cezar Scholze (1) CIA (4) Clube Bilderberg (10) Codex Alimentarius (1) Comunismo (1) Conspiração (51) Controle mental (50) Copa do Mundo (1) Copa do Mundo 2014 (2) Corrupção (83) Crianças (2) Crise na Europa (8) Crítica (12) Cruz (1) Culto ao vivo (5) Cura (3) Daniel Batista (1) Daniel Estulin (6) Daniel Messac (1) Danilo Fernandes (1) Demas (1) Dep. João Campos (1) Depressão (4) Desafio (2) Desenho (2) Deuses (13) Dia dos Namorados (1) Dia dos Pais (1) Dinheiro (38) Dízimo (10) dr. Pedroza (1) Drogas (12) Economia (15) Edir Macedo (30) Eduardo Paes (1) Educação (8) Egito (4) Elite global (35) Emocional (2) Enoque Lima (4) Entretenimento (39) Entrevista (4) Escrever (1) Espiritismo (10) Espírito Santo (4) Estêvão (2) Estudo (106) Estupro (2) Evangelho (2) exposição (1) Fabio Pires (1) Facebook (3) Família (23) Faraó (7) Farsa Aquecimento Global (2) (40) Feliz Ano Novo (2) FIFA (2) Filemom (2) Futebol (1) G.A.D.U (25) Gabriel Medina (1) Gay (2) Genizah (1) George Bush (1) George Orwell (1) Gnosticismo (3) Gospel (17) Gospel Mais (3) Graça (15) HAARP (4) Halloween (1) Hangout (87) Hipnose (2) História (11) Hitler (1) Homossexualismo (40) Hórus (4) HSBC (1) Humanismo (12) Idolatria (25) Igreja (34) Igreja Em Ação (1) Igreja Universal (25) Illuminati (15) Índios (1) Influência (46) Internet (27) Iphone (1) Irmãos (48) Isadora Faber (1) Islã (1) Israel (2) Jaime Santana (29) JAMI (2) Jesus (84) (1) Jogo da Velha (1) Jogos (1) Jornal Estadão (1) Julian Assange (3) Julio Severo (3) Juventude (9) Kuddle (1) Legalismo (2) Louvor (5) Lúcifer (29) Maçonaria (165) MAFIA (3) Magia (11) Magno Malta (4) Manipulação (94) Manoel Ferreira (5) Marcha para Jesus (12) Marco Feliciano (20) Marcos Pereira (4) Marília Camargo César (1) Marisa Lobo (3) Matança (1) Matemática (2) Matrix (4) Maxwell Palheta (178) Mazzini (3) Ménage à trois (1) Mensagem (160) Mensagem Subliminar (12) Microchip (1) Mídia (92) Mike Murdoch (1) Mitologia Grega (2) MK Ultra (7) Moisés (2) MomentCam (1) Monsanto (1) Mortos (7) Moyses Macedo (1) Muçulmanos (5) Múmia (1) Música Secular (9) Músicas (6) NASA (2) Necronomicon (2) Neemias Gomes (1) Nova Era (9) Nova Ordem Mundial (73) O Rappa (1) Ocultismo (50) Olho de Hórus (8) Olimpíadas Londres 2012 (3) Opinião (284) Paganismo (16) Palestra (7) Papa (4) papa francisco (1) Paris (2) Pastor (5) Patricia Piccinini (1) Paul Walker (2) Paul Washer (3) Paulo Curi (2) PC do B (5) Pecado (59) Pedofilia (1) Perdão (21) Pirâmides (4) Pnl (1) Poema (4) Política (161) Pornografia (1) Portugal (2) Praga (1) PRB (1) Pré Pós Tribulação (3) Proclamação da República (1) Programação Monarca (3) PSB (5) PSC (9) PSDB (13) Psicologia (3) PT (17) Rachel Sheherazade (1) Rafinha Bastos (1) Raquel Elana (2) Rebeldia (19) Rede Globo (21) Rede Record (4) Reflexão (145) Rei Davi (1) Religião (71) Rio de Janeiro (43) Rituais (22) rockefeller (1) Rotschild (2) Ruy Castro (1) Sacrifício (16) Salvação (52) Samuel Ferreira (6) Santidade (44) Satanismo (43) Saúde (20) Sebastião Aragão (1) Semíramis (2) Set (3) Sexo (4) Silas Malafaia (52) Simbologias (14) Skinhead (1) Skull and Bones (2) Solidariedade (1) Stalin (1) Tecnologia (34) Televisão (1) Templo de Salomão (3) Teologia da Prosperidade (13) Terra plana (1) Thalles Roberto (1) Thomas Edison (1) Timóteo (1) Transgênicos (1) Trauma (6) Ufo (5) Universo Cristão (162) Usain Bolt (1) Vídeos (316) voyeurismo (3) WikiLeaks (3) Zumbi (2)