18 de mar de 2012

Maçonaria – Refutação Bíblica

maçonaria refutação biblica - priscila e maxwell palheta

 

O nome "maçonaria" provém do francês maçonnerie, que significa "construção". Esta construção é feita pelos maçons nas suas Lojas (Lodges), alguns autores dizem que a palavra é mais antiga e teria origem na expressão Phree Messen (Franco-maçon), cujo significado é "filhos da luz".

A Maçonaria é uma sociedade secreta e ritualística, incluindo em sua filosofia a auto-salvação do homem. É pagã quando analisada à luz das Escrituras Sagradas. Ainda que não seja uma igreja como conhecemos, constitui-se num movimento religioso e sincretista. Trata-se de uma sociedade, dita, filantrópica, fraternal e parcialmente secreta (ou discreta como alguns preferem chamar). É uma sociedade religiosa ou mesmo uma religião, dependendo da ótica de quem a vê.

Como religião, acredita num Ser Supremo que chamam Grande Arquiteto do Universo (G:.A:.D:.U:.), exigindo de seus candidatos a crença neste ser não definido e inominado; comum a todas as religiões. Possui ritual próprio, de adoração, casamento, funerais, festas, juramentos, iniciações e para as reuniões ordinárias e formais. Reúne-se em Templos, onde se encontram altares e um Livro Sagrado (que pode ser a Bíblia, ou, outro livro considerado sagrado para qualquer religião). Segundo C. W. Leadbeater, em A Vida Oculta na Maçonaria (pág. 275), "tudo na loja maçônica - os móveis, os símbolos, a abertura e o encerramento da loja, os rituais e gestos tanto dos três primeiros graus (Loja Azul ou Simbólica) quanto dos graus mais avançados - está cheio de simbolismo derivado de antigas religiões pagãs".

A maçonaria bebe livremente das fontes das religiões egípcias, cananitas, babilônicas, gregas, da filosofia hermética (gnóstica), do zoroastrismo, do islamismo, do misticismo, da Rosacruz, das religiões orientais e dos conceitos hoje chamados à Nova Era.

O conceito de Deus na maçonaria

Será que o "deus" da maçonaria é semelhante ao Deus da Bíblia? É difícil descobrir o nome da divindade da maçonaria, visto que este é um segredo bem guardado. Para os profanos, ou seja, os de fora, é descrito como o "Grande Arquiteto do Universo" (G:.A:.D:.U:.). A intenção é justamente de parecer algo vago.

Nos graus inferiores a divindade é chamada de "Deus", ou "Soberano Árbitro dos Mundos", ou como G:.A:.D:.U:. Dentro da Loja, quando se progride para os graus mais elevados, a natureza de deus começa a tomar uma forma menos suave. O deus da maçonaria é um deus "genérico". Seu rótulo está em branco, de maneira que se quiser escrever nele Alá, Krishna ou até Satanás, você pode, e nenhum maçom objetará. Este é, evidentemente, o "deus-do-menor-denominador-comum”;. Diz-nos Albert Mackey, autoridade maçônica (Mackey's revised encyclopedia of Freemasonry, p. 409-410): "Pode estar certo [...] que Deus está igualmente presente com o hindu piedoso no templo, o judeu na sinagoga, o muçulmano na mesquita e o cristão na igreja".

O princípio maçônico é um Ser Supremo, e qualquer qualificação acrescentada é uma inovação e distorção. O Monoteísmo viola os princípios maçônicos, pois exige a crença num tipo específico de Divindade Suprema.

Deste modo, se você disser ao satanista que ele não pode ser maçom porque o seu ser supremo, o diabo, não é um deus de primeira linha, estará violando os "princípios maçônicos".

Sabemos que o deus da bruxaria é Lúcifer. Assim, quando alguém é convidado a fazer parte da maçonaria, é visitado por dois maçons que o interrogam com diversas perguntas, sendo que uma delas é se acredita num Ser Supremo. Se ele for um bruxo ou um cristão, isto não vem ao caso, o que importa é que ele acredite num Ser Supremo, seja ele Deus ou o Diabo. Nas Lojas encontramos muitos adoradores de Lúcifer que atingem grau elevado nos rituais.

Então, quando a maçonaria afirma que o Deus adorado por todos os homens é o Deus da maçonaria, isto não pode ser verdade. A maçonaria tem um conceito distinto de Deus, que discorda de quase todos os conceitos específicos de outras religiões.

A maçonaria ensina, no grau do Arco Real (do Rito de York) que o nome verdadeiro de Deus é Jabulom.
O candidato aprende claramente no seu manual maçônico que o termo "Jabulom" é um termo composto para Jeová (Jah), Baal (Bul ou Bel) e On (uma possível referência a Osíris). Neste nome composto é feita uma tentativa de mostrar mediante uma coordenação de nomes divinos a unidade, identidade e harmonia das idéias hebraicas, assírias e egípcias sobre deus, e a harmonia do Arco Real com essas religiões antigas.

REFUTAÇÃO (O CÚMULO DO ABSURDO)

Deus não é uma combinação de todos os deuses. Baal era uma divindade tão maligna que encontrar o nome do Deus único, verdadeiro e santo, Jeová, ligado ao de Baal e On nos ritos maçônicos é uma grande e absurda blasfêmia. A Bíblia nos ensina segundo alguns versículos abaixo mencionados, que só o Deus cristão é o Deus único e verdadeiro, e não uma associação de todos os deuses, a saber:

Dt 4:39 “Pelo que hoje deves saber e considerar no teu coração que só o Senhor é Deus, em cima no céu e embaixo na terra; não há nenhum outro.”;

II Cr 6.14 “e disse: Ó Senhor, Deus de Israel, não há, nem no céu nem na terra, Deus semelhante a ti, que guardas o pacto e a beneficência para com os teus servos que andam perante ti de todo o seu coração;”;
Dt 5:7-9 “Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra; não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam...”;

Is 44:8-11 “Não vos assombreis, nem temais; porventura não vo-lo declarei há muito tempo, e não vo-lo anunciei? Vós sois as minhas testemunhas! Acaso há outro Deus além de mim? Não, não há Rocha; não conheço nenhuma. Todos os artífices de imagens esculpidas são nada; e as suas coisas mais desejáveis são de nenhum préstimo; e suas próprias testemunhas nada vêem nem entendem, para que eles sejam confundidos. Quem forma um deus, e funde uma imagem de escultura, que é de nenhum préstimo? Eis que todos os seus seguidores ficarão confundidos; e os artífices são apenas homens; ajuntem-se todos, e se presentem; assombrar-se-ão, e serão juntamente confundidos.”.

Ninguém melhor para refutar esta heresia do que o próprio Senhor Jesus Cristo. Segundo está escrito na Bíblia Sagrada, no Livro de João 17:3, o Mestre disse, “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, como o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que tu enviaste.”.

Cristo na maçonaria

Se encontrarmos um conceito tão artificial e vago de Deus, o que esperar do Seu Filho, o nosso Redentor e Salvador Jesus Cristo? Se buscarmos nas literaturas maçônicas informações acerca de Jesus Cristo descobre-se uma ausência quase total de dados a esse respeito.

Embora nas reuniões maçônicas sejam feitas orações, é expressamente proibido orar em nome de Jesus, para não ofender a sensibilidade religiosa dos maçons que são membros de outras religiões que negam ser Jesus a única encarnação de Deus e Salvador do mundo. Por exemplo, a natureza e missão únicas de Cristo são negadas pelos hindus, budistas, muçulmanos, judeus, etc. A fim de não ofender essas pessoas, ela ofende os cristãos.

Em nenhum lugar da literatura maçônica você vai encontrar Jesus chamado de Deus ou de Salvador do mundo, que morreu pelos pecados do homem. Retratá-Lo dessa forma iria "ofender" os homens a maçonaria não quer ofender ninguém. A maçonaria ensina que Jesus era apenas homem.
A maçonaria exclui completamente, todos os ensinos bíblicos específicos sobre Cristo, tais como a Sua encarnação, missão redentora, morte e ressurreição. A maçonaria "exclui cuidadosamente" o Senhor Jesus Cristo das Lojas e Capítulos, repudia sua mediação, rejeita a sua expiação, nega e não reconhece o seu evangelho, desaprova a sua religião e igreja, ignora o Espírito Santo, e estabelece para si mesma um império espiritual, uma teocracia religiosa, em cujo ápice coloca o G:.A:.D:.U:. - o deus "genérico", e do qual o Deus vivo, único e verdadeiro, é expulso deliberadamente.

REFUTAÇÃO (O CÚMULO DO ABSURDO)

A Bíblia ensina claramente que Jesus Cristo é Deus:

"No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus... E o Verbo se fez carne e habitou entre nós..." (Jo 1.1,14). Ver: Tt 2.13; 10.30,33,38; 14.9,11; 20.28; Rm 9.5; Cl 1.15; 2.9; Fp 2.6; Hb 1.3; 2ªCo 5.19; 1ªPe 1.2; 1ªJo 5.2; Is 9.6.

Todos esses ensinamentos sobre Jesus na Bíblia provam que a maçonaria está errada naquilo que ensina a respeito d'Ele. Como pode então o cristão que afirma crer em Jesus como seu Salvador continuar aceitando a religião falsa (maçonaria) que nega seu Senhor? O próprio Jesus não disse: "por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando?” (Lc 6.46). O próprio Jesus advertiu: "Mas aquele que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai que está nos céus" (Mt 10.33). Ele também disse: "Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus" (Mt 7.21).

Em resumo, a maçonaria se opõe ao Deus cristão. Portanto, estes ensinamentos são deliberadamente antagônicos à fé cristã.

Plano de Salvação da maçonaria

A maçonaria ensina que a salvação e a morada na "Loja Celestial" podem ser obtidas mediante as boas obras praticadas pelos maçons. Isso é bíblico?

Através de vários símbolos, ensina a maçonaria uma doutrina de "salvação por obras". O neófito (candidato) maçônico é repetidamente informado de que Deus será gracioso e recompensará aqueles que edificarem o seu caráter e fizerem boas obras.

Um exemplo: "A Espada Apontada para um Coração Desnudo" é considerado como "uma lembrança penetrante de que Deus nos recompensará de acordo com o que fizermos nesta vida". Do mesmo modo, "O Olho-Que-Tudo-Vê, simbolizando Deus, penetra os recessos mais íntimos do coração humano e irá recompensar-nos de acordo com os nossos méritos".

Em todos os rituais a maçonaria mostra como alcançar o céu. Ensinam isto mediante o uso do avental de "aprendiz" que traduz pureza, vida e conduta. O Landmark nº 20 declara que de cada maçom "é exigida a crença em uma vida futura". A imortalidade da alma é uma das doutrinas mais importantes da confraria. Ensinam isto na lenda de Hiram ABIF do terceiro grau, [simbolizando] a imortalidade da alma.

REFUTAÇÃO

Através de todos os seus escritos, eles dizem que estão ensinando a imortalidade da alma ao maçom, mais a palavra de Deus nos diz que a única maneira de ter vida eterna é através da Pessoa de Jesus Cristo. Nenhum ritual maçônico jamais indicou que Jesus é o caminho da Salvação. "Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim". (Jo 14:6). Disse Pedro a respeito de Cristo: "E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos". (At 4.12).

O conceito maçônico de salvação é aquele que a Bíblia chama de "outro evangelho". Ele é tão contrário ao caminho da salvação de Deus que a Escritura o colocou sob a maldição divina: “Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho”.

"O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo”.
“Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema”. (Gl 1.6–8).

A salvação vem unicamente pela graça (favor imerecido) de Deus e não por qualquer coisa que a pessoa possa fazer para ganhar o favor de Deus, ou pela sua retidão pessoal. "Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie". (Ef 2.8,9).

O Cristão e a maçonaria

Pelo exposto, concluímos que a maçonaria é uma falsa religião, contrária aos ensinamentos da Palavra de Deus e entra em conflito especialmente com os ensinamentos cristãos. A maçonaria é contrária ao Deus único e verdadeiro, é oposta à pessoa e obra de Jesus Cristo, é oposta à salvação pela graça, e contradiz toda doutrina básica cristã.

Como pode então o cristão ser membro, viver de acordo e promover os ensinamentos da maçonaria?
Segundo o Senhor Jesus Cristo disse, “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.” (Mt 6:24).

Como vimos, é impossível àquele que se diz um “Verdadeiro Cristão” fazer parte da Maçonaria, pois os seus ensinamentos não coadunam com os ensinamentos da infalível Palavra de Deus (Bíblia Sagrada).

Conclusão

Sem dúvida, espiritualmente falando, conforme foi abordada na introdução deste trabalho, a origem e promoção de todas as seitas e heresias residem em Satanás, o "Pai da mentira", pois depende da mentira para existir, contrariando as verdades (axiomas) infalíveis da Palavra de Deus.

Da mesma forma que Lúcifer (Satanás, a antiga serpente) enganou a terça parte dos anjos caídos, ele também enganou a Eva e Adão quando disse a primeira mulher que podia comer do fruto da árvore proibida por Deus, com o sofisma de que a mesma certamente não iria morrer e sim ter os olhos abertos e ser como o Altíssimo, sabendo o bem e o mal, contrariando a Palavra dita por Deus e ocasionando, com isso, o Pecado Original cometido por Adão, à maldição de toda criação sujeitada ao homem e a expulsão (destituição da Glória de Deus) dos dois do Paraíso (Gn 3).

Hoje em dia o Diabo está se utilizando das mesmas práticas usadas contra os primeiros habitantes da Terra. Os seus anjos caídos ou demônios estão soltos no mundo e fazendo a sua vontade. Por intermédio das diversas seitas heréticas, os mordomos de Satanás se opõem a tudo que é e vem do único e verdadeiro Deus, o Santo de Israel, pervertendo a Sua Palavra com o objetivo de tentar engodar o maior número de pessoas (almas), colocando em prática o ministério tríplice do nosso arquiinimigo: matar, roubar e destruir.

Cabem-nos, os verdadeiros Cristãos, lavados e remidos pelo Sangue do Cordeiro Santo de Deus, cumprir a missão dada por nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo (Mc 16: 15-16), pois só pelo conhecimento da Verdade (o Evangelho de Cristo), por parte daqueles que estão em trevas, poderão ser libertados (Jo 8:32).
Devemos tão somente anunciar a Palavra de Deus com todo espírito de brandura, humildade e mansidão, e deixar que o Espírito Santo faça como Ele fez conosco, convencendo-nos do erro, do pecado, trazendo o arrependimento e a Salvação que está em Cristo Jesus. Amém!!!

Estudo de autoria de Irmão Peregrino

Vídeo que recomendo a respeito (Dr Pedroza)

 



Marcadores

1984 (2) A Fazenda (1) Abner Ferreira (2) Aborto (5) Adoração (1) Agenor Duque (1) Albert Pike (10) Aldous Huxley (1) Aleister Crowley (8) Alex Jones (3) Alimentação (5) Amor (61) Anti-Cristo (28) Anton LaVey (11) Aplicativo (1) Apocalipse (52) Apostasia (81) Apóstolo Paulo (4) Apple (1) Aquino (2) Arquitetura (1) Arrebatamento (2) Atalaia (4) Atentado Paris (1) Autoridade (7) Avicci (1) Aylan Kurdi (1) Ayrton Senna (1) Bancada Evangélica (14) Baphomet (7) Barack Obama (12) Batalha Espiritual (16) Bíblia (3) Bíblia Satânica (8) Big Brother (23) Bispo Dozane (3) Bispo Macedo (12) Bispo Robson Rodovalho (2) Blogueiros (34) Brasília (2) Bruxaria (3) Cabala (6) Caim (2) Caio Fábio (1) Carnalidade (72) Carnaval (3) Catolicismo (9) Cenas fortes (1) Cezar Scholze (1) CIA (4) Clube Bilderberg (10) Codex Alimentarius (1) Comunismo (1) Conspiração (51) Controle mental (50) Copa do Mundo (1) Copa do Mundo 2014 (2) Corrupção (83) Crianças (2) Crise na Europa (8) Crítica (12) Cruz (1) Culto ao vivo (5) Cura (3) Daniel Batista (1) Daniel Estulin (6) Daniel Messac (1) Danilo Fernandes (1) Demas (1) Dep. João Campos (1) Depressão (4) Desafio (2) Desenho (2) Deuses (13) Dia dos Namorados (1) Dia dos Pais (1) Dinheiro (38) Dízimo (10) dr. Pedroza (1) Drogas (12) Economia (15) Edir Macedo (30) Eduardo Paes (1) Educação (8) Egito (4) Elite global (35) Emocional (2) Enoque Lima (4) Entretenimento (39) Entrevista (4) Escrever (1) Espiritismo (10) Espírito Santo (4) Estêvão (2) Estudo (106) Estupro (2) Evangelho (2) exposição (1) Fabio Pires (1) Facebook (3) Família (23) Faraó (7) Farsa Aquecimento Global (2) (40) Feliz Ano Novo (2) FIFA (2) Filemom (2) Futebol (1) G.A.D.U (25) Gabriel Medina (1) Gay (2) Genizah (1) George Bush (1) George Orwell (1) Gnosticismo (3) Gospel (17) Gospel Mais (3) Graça (15) HAARP (4) Halloween (1) Hangout (87) Hipnose (2) História (11) Hitler (1) Homossexualismo (40) Hórus (4) HSBC (1) Humanismo (12) Idolatria (25) Igreja (34) Igreja Em Ação (1) Igreja Universal (25) Illuminati (15) Índios (1) Influência (46) Internet (27) Iphone (1) Irmãos (48) Isadora Faber (1) Islã (1) Israel (2) Jaime Santana (29) JAMI (2) Jesus (84) (1) Jogo da Velha (1) Jogos (1) Jornal Estadão (1) Julian Assange (3) Julio Severo (3) Juventude (9) Kuddle (1) Legalismo (2) Louvor (5) Lúcifer (29) Maçonaria (165) MAFIA (3) Magia (11) Magno Malta (4) Manipulação (94) Manoel Ferreira (5) Marcha para Jesus (12) Marco Feliciano (20) Marcos Pereira (4) Marília Camargo César (1) Marisa Lobo (3) Matança (1) Matemática (2) Matrix (4) Maxwell Palheta (178) Mazzini (3) Ménage à trois (1) Mensagem (160) Mensagem Subliminar (12) Microchip (1) Mídia (92) Mike Murdoch (1) Mitologia Grega (2) MK Ultra (7) Moisés (2) MomentCam (1) Monsanto (1) Mortos (7) Moyses Macedo (1) Muçulmanos (5) Múmia (1) Música Secular (9) Músicas (6) NASA (2) Necronomicon (2) Neemias Gomes (1) Nova Era (9) Nova Ordem Mundial (73) O Rappa (1) Ocultismo (50) Olho de Hórus (8) Olimpíadas Londres 2012 (3) Opinião (284) Paganismo (16) Palestra (7) Papa (4) papa francisco (1) Paris (2) Pastor (5) Patricia Piccinini (1) Paul Walker (2) Paul Washer (3) Paulo Curi (2) PC do B (5) Pecado (59) Pedofilia (1) Perdão (21) Pirâmides (4) Pnl (1) Poema (4) Política (161) Pornografia (1) Portugal (2) Praga (1) PRB (1) Pré Pós Tribulação (3) Proclamação da República (1) Programação Monarca (3) PSB (5) PSC (9) PSDB (13) Psicologia (3) PT (17) Rachel Sheherazade (1) Rafinha Bastos (1) Raquel Elana (2) Rebeldia (19) Rede Globo (21) Rede Record (4) Reflexão (145) Rei Davi (1) Religião (71) Rio de Janeiro (43) Rituais (22) rockefeller (1) Rotschild (2) Ruy Castro (1) Sacrifício (16) Salvação (52) Samuel Ferreira (6) Santidade (44) Satanismo (43) Saúde (20) Sebastião Aragão (1) Semíramis (2) Set (3) Sexo (4) Silas Malafaia (52) Simbologias (14) Skinhead (1) Skull and Bones (2) Solidariedade (1) Stalin (1) Tecnologia (34) Televisão (1) Templo de Salomão (3) Teologia da Prosperidade (13) Terra plana (1) Thalles Roberto (1) Thomas Edison (1) Timóteo (1) Transgênicos (1) Trauma (6) Ufo (5) Universo Cristão (162) Usain Bolt (1) Vídeos (316) voyeurismo (3) WikiLeaks (3) Zumbi (2)